20/04/2012

Re-ligar



A palavra Religião deriva do latim Religare, ou Re-ligar. Voltar a ligar o que já esteve ligado. É esse o papel das religiões. Se o têm, ou não, cumprido, seria tema para um post completamente diferente deste.

Este versa precisamente sobre nos Re-ligarmos. Mesmo sem o  conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seu próprios valores morais que a Wikipédia diz ser a Religião.

Re-ligar supõe que já estivemos ligados ao divino e que a dado momento nos desligámos. Mas quando é que isto aconteceu? Pode ter acontecido em várias fases: quando nascemos; quando a pressão da sociedade (e dos nossos pais) nos moldou para a racionalidade excessiva; ou quando simplesmente escolhemos viver com a mente e não com o coração.

Para se re-ligar, o Ser Humano, criou algo que é comum a todas as religiões: A oração, ou mantra.
Eu acredito que isolada, nenhuma religião mostra toda a verdade mas que, juntas (também com a ciência) , nos podem revelar mais do que os sentidos nos mostram.

Nesta série de posts deixo-vos orações, mantras, poemas. Formas humanas de falar com o Divino, de Re-ligar. Hoje, deixo-vos uma oração Hindu, descrita no livro "O que dizemos aos Deuses" do Círculo de Leitores, que evoca o Deus progenitor, Prajãpati:
Na onda sem limite, no centro do universo,
no dorso do firmamento, o maior do que o grande,
tendo o seu esplendor penetrado as luzes.
Progenitor cujo embrião se activa.
Aquilo em que tudo aqui em baixo se reúne e se dispersa
aquilo que os deuses em grupo se reúnem,
é aquilo que era, que é, o que será,
isso mesmo no som imperecível, o firmamento supremo.
Aquilo de que foram cheios o espaço, o céu e a terra,
aquilo por que aquece o Sol, com o seu brilho, com a sua luz,
aquilo que tecem os poetas no fundo do oceano,
é isso no som imperecível, o firmamento supremo.
Aquilo por que foi incitada a iniciação do Mundo,
aquilo que pelas águas propagou os viventes sobre a terra,
aquilo que pelas plantas penetrou homens e animais,
todos os seres se movem incessantemente.
Nada mais é maior do que Isso, nem mais íntimo,
mais alto do que o mais alto, maior do que o maior,
esse Mistério Único, não manifestado, que tem por forma
o ilimitado, o Todo, o Antido de além da Treva.

E vocês, caras/os leitores? Que preces sentem que vos Re-ligam à Fonte?

O Universo é abundância.

Com Amor,
Marco


(foto: knottyboy no flickr.com. CC2.0)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...