Outra verdade, a mesma realidade, ou outro post de merda

quinta-feira, agosto 15, 2013


Há dois tipos de pessoas: as que acordam cedo e bem dispostas por muito pouco que tenham dormido e as outras, rezingonas e monossilábicas que fazem tudo para adiar levantar o bofunfo da cama, de tão bem instalado que ele está. É preciso recorrer a técnicas avançadas de persuasão: talhar - de escopro e martelo - um buraco à volta dela; polvilhá-la com açúcar e indicar o caminho às formigas, espalhar urtigas pela cama, convidar a fanfarra local para ensaiar no quarto ao lado... acho que vocês me compreendem.

Eu estou noutra classe, mas falo-vos de uma pessoa que está na classe “B”:
- Vá, anda, que já devias estar vestida. Vá, anda, senão vamos chegar atrasados...
- Oh! Mas não como?
- Não temos tempo. Por isso é que tínhamos o despertador para as 6... Vá, anda. No plano de viagem temos tempo para comer qualquer coisa pelas 9h, em Santa Apolónia. E além disso, temos o lanche que preparei ontem.
- Mas vamos fazer este caminho todo em jejum?
- ...
Saímos porta fora e no caminho para o táxi:
- Blá, blá, blá, jejum, blá, blá, blá, preciso de comer, blá, blá, blá, jejum...

O senhor do táxi mais caro do mundo entrega-nos, explorados, na estação de Oeiras. Compramos os bilhetes e verificamos que ainda temos uns 10 minutos até o comboio chegar.
- Vamos ali ao café, digo eu. Assim podes comer qualquer coisa.
- BOM DIA! Diz o senhor do café, mais alto e com mais entusiasmo do que seria de esperar, até para alguém, que como eu, acorda invariavelmente bem-disposto.
- É um cafézinho e um croquete, se faz favor. E para ti?
- Eu.. (hesita...) também, pode ser. - Diz a pessoa, a medo.
- O que vais comer?
- Nada, só o café.
E pronto, foi isto. Este foi o momento a que toda a narrativa ficou condicionada.

Um café não deve ser pedido a medo. E não deve ser tomado, sobretudo às 7h45, sem qualquer coisa para ensopar. Como um croquete. Encolhi os ombros. Passados alguns segundos, começam a surgir novas cores na pessoa: uma palete de verdes digna dos melhores pintores.
- Estás bem?
- O café não me caiu bem.
- (no shit!)
- O quê?
- Nada...

Estação de Belém. A pessoa dá sinais de melhoras e o namorado dá-lhe um beijinho para encorajar a manhã de tão difícil madrugadora. Cais-do-Sodré: os verdes voltam, acompanhados de um amarelo suspeito.
Missão: encontrar uma casa de banho (banheiro) e comprar os bilhetes para o metro.
WC encontrado, atrás do Pingo Doce, daqueles em que é preciso meter uma nervosa moeda de 50 cêntimos. Não podem ser duas de 20 e uma de 10. Tem de ser uma de 50. Ia jurar que conseguia ouvir a voz interior da pessoa a gritar para a moeda, enquanto ela fazia o longo percurso desde o orifício até ao mecanismo que destranca a cancela: CAI POOORRRAAAA!

E lá fiquei eu, feito namorado à porta de uma qualquer loja de roupa, carregado com as duas mochilas, a ouvir outras utilizadoras a comentarem com a senhora da limpeza: “Ah, bem empregues 50 cêntimos! Estava limpinha e tinha papel. No outro dia fui a Santa Apolónia e estava uma porcaria. Assim vale a pena pagar 50 cêntimos”.

Chegados a Santa Apolónia, fui beber outro café, sempre sem acúcar. A pessoa foi novamente ao WC e eu esqueci-me de a avisar. Não percebi se tinha sido falso alarme, conversa de circunstância entre a utente de meia idade e a senhora da limpeza, ou apenas sorte, mas a casa de banho estava limpa.

Já dentro do comboio com destino a Coimbra a pessoa ganhou outra cor. E não digo isto de uma forma positiva. Olhei para o chapéu e um post depois descobri que ambos conjecturámos sobre o futuro daquele pedaço de palha. Chegou são e salvo. E nós também.

Um almoço e pimbas, outro café. Eu, porque a pessoa...

Na viagem de autocarro que se seguiu resolvi enjoar também, por solidariedade apenas, que um bom namorado faz tudo por Amor.

Moral da história: quando alguém da classe “B” vos diz: “só mais 5 minutos”... não discutam.

Com Amor,

Marco

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

7 COMENTÁRIOS

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...Tive que ler as duas postagens,mas me valeram risadas de cair o prédio...kkkkkk.
    Ai...Ai...Dna Hazel...Encontrastes o homem certo...kkkk....Solidário até nos mínimos detalhes...rs.
    Pior coisa do mundo e sentir isso,a dor de barriga horrível que não quer saber onde,como e porque...
    Estava em viagem certa vez e o piloto da aeronave ao pousar passou correndo a nossa frente,desceu as escadas quase derrubando todo mundo...Já estava nas últimas pelo cheiro não estava dando tempo...kkkkkkkk.
    Marco,deixe Hazel dormir...Olha só o resultado.
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderEliminar
  2. Apesar do desconforto que a nossa querida Hazel passou ficou a história para nós, que acabadinhos de acordar, vêm à Casa Claridade e começam o dia com dois belíssimos posts que ainda me estão a fazer rir! Beijinhos grandes para ambos! Vocês são o maior exemplo de amor que já conheci pessoalmente! Bem hajam! (Hazel não bebas mais café às 7h da manhã, está bem?)

    ResponderEliminar
  3. Ahahahahha, muito bom! :D

    Obrigada por me arrancarem uma gargalhada! É que eu própria sou da classe B e mesmo resingona depois de apenas 3 horas dormidas, à custa de alguém que nem ano e meio tem e que já manda cá em cada, fiquei prontamente bem disposta!!! :P

    Como se pode ver há sempre duas versões da mesma história ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. O que vocês me fazem rir :D

    bem eu sou do "vil" tipo A, dos que metem nojo porque acordam sempre bem dispostos e "ready for action"! ahahahah

    Mas dêem-me uma café em jejum e não me aguento e vou direita ao WC (sem passar pela casa de partida)!

    Beijinhos grandes e doces para os dois!

    ResponderEliminar
  5. E depois deste grandioso início ficamos a espera para ler sobre o resto da vossa aventura. ;)
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
  6. SIMMMMMM, não discutam com nossos 5 minutinhos!!!
    ... Não sei qual dos dois textos me fez rir mais... Muito bons ambos!!

    ResponderEliminar
  7. Engraçado que enquanto eu abria a página de vocês ia cantando Alma Gêmea cantada por Fábio Junior. Conhecem?
    Bom, e eu ia parando de cantar a medida que ia lendo o post de vocês e ria muito rsrsrs
    ♫ Alma Gêmea
    Fábio Jr.

    Por você eu tenho feito
    E faço tudo que puder
    Prá que a vida seja
    Mais alegre
    Do que era antes...

    Tem algumas coisas
    Que acontece
    Que é você
    Quem tem que resolver
    Acho graça quando
    Às vezes louca
    Você perde a pose
    E diz: "foi sem querer"...♫

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=1avsB6OgAts#t=152&hd=1

    Paz e luz, almas lindas...


    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥