Se eu fosse...



... um objecto, seria um livro.

... um número, seria o 5.

... uma direcção, seria o Este, onde o Sol nasce.

... uma palavra, seria "êxtase".

... uma fruta, seria um alperce.

... um animal, seria um pássaro.

... uma flor, seria um cravo.

... um mês, seria Maio.

... um dia da semana, seria uma Sexta-feira.

... uma hora do dia, seria a meia-noite.

... um clima, seria um dia quente de Primavera.

... um líquido, seria vinho doce.

... um sabor, seria cardamomo.

... uma música, seria "Oh Fortuna".

... um elemento, seria o 5º Elemento.

... uma parte do corpo, seria o coração.

... um sentimento, seria a serenidade.

... um lugar, seria a margem de um rio de água cristalina.

... um móvel, seria uma poltrona de veludo confortável.

... um som, seria de uma harpa.

... uma cor, seria violeta.

... uma pedra preciosa, seria uma ametrina.

... uma forma, seria um círculo.

... outra pessoa, seria aquela que serei amanhã.


[Quem quiser levar o "Se eu fosse", está nos comentários, basta copiá-lo.]


Bom fim-de-semana!


Hazel

Aprender a relaxar com auto-hipnose

Eu ando nervosa. E, como ando nervosa, preciso de relaxar. Lógica da batata.
Este tipo de nervosismo que sinto é um nervosismo de pato: à superfície, estou serena (por isso, ninguém nota), e deslizo suavemente através das horas do dia como um pato sobre um lago; abaixo da superfície, estou, como o pato, a pedalar que nem uma doida. 

E não pode ser. O nervosismo é uma das principais causas da flatulência, boca seca, náuseas e visão turva. 
[Estou a dramatizar, mas o que é a vida sem um pouquinho de drama.]

Este método de relaxamento (que vou praticar já-já) com auto-hipnose foi desenvolvido pelo parapsicólogo Jose Silva (tinha nome latino, mas era norte-americano). As afirmações no ponto 6 foram alteradas por mim.

1. Sente-se confortavelmente numa cadeira e feche os olhos. Não deve haver barulhos, luzes intensas ou qualquer outra fonte de distracção externa.

2. Respire fundo e relaxe todos os músculos do rosto e do corpo enquanto expira.

3. Conte lentamente de 100 até 1.

4. Imagine um local sereno que você conhece.

5. Diga mentalmente: "Vou manter sempre o corpo e a mente perfeitamente saudáveis."

6. Diga a si mesmo que, quando abrir os olhos no número 5, vai sentir-se totalmente acordado e em paz absoluta. Repita esta afirmação ao chegar ao número 3 e no final, quando abrir os olhos. 
Diga: "Estou totalmente acordado. No centro de mim existe um profundo oceano de paz."

Em contagem decrescente,



Lista de Desejos

O tempo voa (e eu também, de vassoura).
Estava aqui a olhar para o calendário, e pensei: "Conheço alguém que faz anos daqui a menos de duas semanas, mas quem será?..."

Com mil vassouras, se não é a vossa escriba! Duh.

A vida ensinou-me - com licença, que já tenho idade suficiente para poder começar frases com "a vida ensinou-me". É um privilégio que só se conquista a partir do momento em que se começa a usar as dores nos artelhos para prever se vai chover no dia seguinte.

Como eu dizia, a vida ensinou-me que... agora esqueci-me o que ia dizer. Devia comprar um suplemento para a memória, mas esqueço-me sempre de procurar no supermercado.

Ah, já me lembrei! A vida ensinou-me - à terceira é de vez - que a data mais importante do ano é a do nosso aniversário. Mais importante que o Natal, que o dia dos Namorados, da Implantação da República e até - pasmem! - que a Noite das Bruxas.
Porque se não tivéssemos nascido, não poderíamos celebrar nenhuma das outras datas.

Que ninguém duvide, o dia mais importante da sua vida é aquele em que nasceu, dando assim início à sua missão de vida. A passagem dos anos marca o número de voltas que a Terra deu em torno do Sol. A cada volta, mais um motivo de celebração. 

E eu, meus queridos rabanetes, vou celebrar 36 (trinta e seis, é melhor colocar por extenso) viagens em torno do Deus-Sol. Ninguém acredita, é sinal que o meu feitiço de juventude ainda está com tudo, mas é verdade.

E assim, lanço ao Universo a minha lista de desejos para o meu aniversário:


Uma esfera de quartzo.

Para meditação e para fins mágicos.
É um clássico, a bola de cristal da bruxa!



Deck "Tarot of The New Vision".

Gostaria mesmo muito de estudá-lo e trabalhar com ele.







Collants de senhora

Não tenho um (1) par de collants que não esteja escandalosamente roto. 
Quando alguém dizia: "Tens os collants rotos", eu levantava as sobrancelhas e respondia: "Txi, nem tinha reparado. Deve ter sido agora mesmo." 

Mas os buracos foram aumentando, ao ponto de haver mais área sem collant do que com collant, e já não dar para fingir que não tinha visto.

Collants não são uma prioridade nas minhas compras. Prioridade é a alimentação. Mas - por Afrodite - já chega. É mau Feng Shui vestir coisas rotas.


Um vaso com buganvílias cor-de-rosa. Ou com brincos-de-princesa. Ou gardénias. Ou gerânios. 
Ou qualquer outra flor que esteja num vaso e não numa jarra.

Tenho bastantes plantas, que salvo do lixo, mas muito poucas flores. Acho que a vida é mais bela com flores, e por isso está na minha lista de desejos. Flores!








Beijos floridos,



História inacabada

Existe um local secreto, recôndito e misterioso, inacessível ao resto do mundo.
Uma casa... que pulsa vida em cada parede e respira através das cortinas esvoaçantes.
Todos os objectos estão lá desde sempre, cobertos por uma fina camada de poeira.

Nos cantos do tecto, repousam as aranhas nas suas teias que baloiçam ao sabor da aragem que entra pelas frestas das janelas.

Sobre o fogão, está sempre uma chaleira que expira nuvens de vapor perfumadas de ervas e especiarias.

Através dos vidros embaciados das janelas, ela observa a madrugada.

Acorda pouco antes do nascer do dia, coloca um vestido velho com padrões e cores que se confundem com os tons do bosque, botas e uma capa que abotoa junto ao pescoço, e sai para saudar o Sol, escutar os primeiros cantos tímidos das aves e colher algumas ervas e frutos.

Ao fim do dia, quando o Sol começa a descer, acende velas e lamparinas, fecha as cortinas e encontra um espaço no tecto da cozinha para pendurar mais um ramo de arruda. Os vultos fantasmagóricos passam junto às portas, atarefados nos seus afazeres.

Caminha pelo chão de madeira em direcção ao seu quarto de paredes forradas a papel antigo com flores de cor-de-rosa velho. Despe as suas roupas que trazem o cheiro a chuva e a terra molhada. Veste uma camisa de dormir branca, debruada a renda e...

To be continued...



Os 5 Princípios do Reiki

Os cinco princípios espirituais do Reiki foram definidos pelo criador deste sistema de cura, o monge budista Mikao Usui.

Não são "mandamentos", mas apenas um guia de vida que os praticantes de Reiki devem procurar seguir para serem canais limpos e desobstruídos de energia e, assim, poderem prestar um melhor serviço à Terra e à Humanidade. São a base de tudo.

Estes princípios não são exclusivos para quem pratica Reiki; na verdade, qualquer pessoa pode segui-los, caso o deseje, e beneficiar dos seus resultados positivos.

É fácil entendê-los nos dias de curso, contudo, os Princípios do Reiki não foram concebidos para ser vividos na sala de aula, mas precisamente quando saímos dela - no dia-a-dia. 

Todos começam da mesma forma: só por hoje. Porque a serenidade começa por viver no aqui e no agora, sendo este anaforismo, por si, quase um sexto princípio de vida subliminar.

- Os 5 Princípios do Reiki -

Só por hoje sê grato pelas múltiplas bênçãos que recebes.

Só por hoje não te zangues nem critiques.

Só por hoje não te preocupes.

Só por hoje faz honestamente o teu trabalho.

Só por hoje respeita o teu semelhante e tudo o que vive.


Só por hoje,

Como fazer uma máscara de tratamento anti-rugas caseira

Dentro da sua despensa e no seu quintal estão todos os ingredientes que precisa para fazer as mais diversas receitas naturais, sem ter de gastar dinheiro.

Para manter uma pele lisa e luminosa, faça o seguinte preparado de rejuvenescimento:

Colha folhas de malvas silvestres, lave e ferva-as num pouco de água com uma colher pequena de óleo de côco. Triture tudo de modo a formar uma pasta verde, deixe arrefecer e guarde num recipiente de vidro.

Não vale a pena fazer uma grande quantidade, pois este preparado dura pouco tempo. 
Aplique à noite, e de manhã lave o rosto normalmente, no duche.

Na serenidade dos campos,
Hazel


foto por dhobern - licença CC 2.0

As 8 virtudes do Mago


Que em mim e em cada passo que dou, haja Beleza e Força, Poder e Compaixão, Honra e Humildade, Alegria e Reverência.

Quer seja estudante/praticante de Paganismo ou não, as 8 Virtudes são guias de vida que podem ser verdadeiramente transformadores para quem queira vivenciá-las:

1. Beleza
Não se limitando à beleza exterior, acima de tudo, a Beleza manifesta-se pela aceitação de quem realmente somos, na perfeição que há em cada um, com todos os seus pontos luminosos e os recantos mais obscuros. É no equilíbrio do Todo que se encontra a Beleza e cabe ao Mago descobri-la em si, na Natureza e nas pequenas bênçãos que a vida revela.

2. Força
Não é a força "bruta" mas o oposto: a capacidade de manter a delicadeza, serenidade e firmeza perante a adversidade. No Tarot, o arcano "A Força" é muitas vezes representado por uma mulher que domina um leão feroz com uma flor. Força nas convicções, capacidade de pensar por si mesmo.

3. Poder
Não confundir com a ideia errada de "ter poder sobre os outros". Todo o desafio passa-se dentro de nós. O Poder refere-se à capacidade de mudar a realidade individual, de superar as próprias limitações, de controlar e direccionar a própria energia com lucidez.

4. Compaixão
É através do exercício da Compaixão que o amor neutro flui, não apenas pelos outros, mas também por si mesmo. Sem cobranças, sem culpa, sem comparações, sem limitações.

5. Honra
A Honra passa por ser-se honesto consigo mesmo e com os outros. Significa viver segundo os princípios que se abraçou, manter os compromissos e honrar o valor da palavra.
Falar com a consciência de que a palavra é criadora e transformadora.

6. Humildade
Não é um sinónimo de fraqueza ou de ser-se menos digno/merecedor, mas de saber reconhecer e abraçar tanto as próprias qualidades quanto as imperfeições, amando-as por igual, para aprender a sublimá-las na mesma medida. O excesso de orgulho pode anteceder a queda; pés sempre bem assentes na terra.

7. Alegria
Alegria implica leveza, prazer, sentido de humor. Não se levar a si mesmo tão a sério. Nem aos outros. Explorar os pequenos momentos cheios de significado e cor que a vida proporciona àqueles que têm a capacidade de ver. Receber as mensagens que o Universo nos envia. A Alegria é um dos ingredientes que melhor põem o mundo em movimento.

8. Reverência
Nutrir profundo respeito e devoção pelos Velhos Deuses e por tudo o que é sagrado, como o sopro de vida propriamente dito, nós mesmos, toda a Natureza e o planeta Terra.
Respeito pelo nosso próprio corpo. Sabedoria para fazer as melhores escolhas (mesmo que não o pareçam aos outros). Gratidão por todas as bênçãos recebidas diariamente.

Não se fique apenas pela minha interpretação de cada virtude. Desenvolva as suas, reconheça-as nos seus actos, na sua vida e no Universo. Sinta-as.
Viva-as.

Beijos virtuosos,

Hazel

A lição do Lobo


Auuuuuuu...
Como é que os lobos se livram das pulgas?

Os enigmáticos e poderosos lobos têm uma forma astuciosa (como compete a um lobo) de se livrarem dos parasitas que os incomodam e sugam a sua energia.

Vão recolhendo os tufos de lã que as ovelhas e carneiros perdem nos pastos (será daí que surgiu a expressão "lobo em pele de cordeiro"?) até formarem uma bola.

Enquanto seguram a bola de lã com os dentes, dirigem-se a um ribeiro, onde se submergem totalmente, deixando apenas o nariz e a pontinha da boca com a bola de lã fora da água.

Todas as pulgas e os restantes parasitas vão trepando para a bola de lã, para não se afogarem. E, então, o lobo abre a boca, deixando a lã infestada de parasitas ir embora com a corrente de água.

Os humanos também têm parasitas que transportam consigo. Os medos, os ressentimentos, o ódio, a inveja, a mágoa. É escolha de cada um viver com eles, deixando-os sugar a sua energia, ou fazer como o lobo: deixar ir.

Por entre os salgueiros,

Hazel

foto por Furlined - licença CC 2.0

7 soluções para dormir bem (parte 2)


E então? Depois de ter lido a parte 1 de "7 soluções para dormir bem", não me diga que continua a dormir mal...

Se a resposta é "sim", sabe de quem é a culpa? É sua! Ora, vejamos:

Depois de ter tratado do seu quarto, e riscado todos os itens da lista, vamos agora tratar de si - Parte 2!

1. Pentear, lavar o rosto, lavar os pés. Certo, o ideal seria mesmo tomar um banho com ervas e sal grosso antes de ir para a cama. Mas fiquemo-nos por estes três passos simples que vão ajudá-lo a desembaraçar-se das energias do dia. Os pés transportam-nos o dia inteiro e acumulam as energias dos locais por onde andam. O rosto e os cabelos são a parte mais descoberta e vulnerável do corpo físico - lavar o rosto e pentear o cabelo é quase como fazer uma espécie de "reset".

2. Nada de viajar na máquina do tempo. Quem não consegue dormir à noite, fica cansado de dia e pode ter vontade de "descansar só um bocadinho". Mas nós bem sabemos que os sofás são uma verdadeira máquina do tempo; encostamo-nos por 10 minutos e, quando voltamos a abrir os olhos, já passou mais de uma hora! Resista como um herói.

3. Café, só de manhã. "Nem um cafézinho a seguir ao almoço?", pergunta você, com umas olheiras até ao chão. Não! Quer dormir, ou não quer?

4. Velas ao jantar. A partir do momento em que o jantar está pronto, habitue-se a jantar à luz de velas e desligar a luz eléctrica. A diminuição da intensidade de luz vai preparar gradualmente o seu cérebro para o descanso, com o abrandamento natural do seu ritmo, que lhe vai trazer uma maior serenidade [e ainda poupa na conta da electricidade].

5. Cuidado com o que fala. E o que pensa. Deixe as conversas negativas, as preocupações, as angústias e as mágoas para outra hora do dia (de preferência, nenhuma!). Pode ter como garantido que se se dedicar a estes assuntos desagradáveis, vai perturbar a quantidade e qualidade do seu sono. Porque não lê um livro na cama? Peça emprestado, requisite na Biblioteca Municipal, nem precisa de gastar dinheiro.

6. Respire bem. Aaaah, nada de saltar este item. A maior parte das pessoas adultas não sabe respirar; respiram como se tivessem os pulmões ao pé da boca. Relaxe a barriga como os bebés respiram e faça de conta que tem os pulmões no umbigo. Deixe o ar descer e permita que a ansiedade e as angústias se dissolvam.

7. Não ficar no computador até tarde. Só mais um bocadinho, só mais um bocadinho... e passou um bocadão. A internet é altamente estimulante (e viciante). Falando nisso, o que é que ainda está aqui a fazer? Vá-se embora! Vá! Para a cama! Fora daqui!

Nos braços de Morfeu,
Hazel


Eles podem tudo. Elas não.

Saiu esta semana uma notícia sobre um homem de 90 anos que tem mais de 30 filhos, uns com a mulher, outros com a cunhada e outros com a sogra. Os comentários que ouvi foram de admiração e simpatia para com ele.
"Ah, grande homem! Valente!"

E fiquei a pensar aqui com os meus botões: ora, e se fosse uma mulher que tivesse também muitos filhos, uns com o marido, outros com o cunhado e outros com o sogro, mantendo relações com 3 homens em simultâneo. Assim como ele.

Também seria uma "grande mulher", elogiada e admirada? Como ele?...
Hmm.....

Sem qualquer pretensão feminista,