As plantas também comem

... e não me refiro às plantas carnívoras. :)

De vez em quando, as plantas gostam de receber uma pequena dose de nutrientes.

Mas sem exageros! Uma vez, de 4 em 4 semanas, ou quando se lembrar, pode oferecer alguns "petiscos" às suas amigas verdes, sem precisar de gastar um tostão a comprar adubos.

Tudo o que precisa está mesmo aí, em sua casa.
E o mais provável é andar a deitar no lixo preciosos nutrientes que as suas plantas iriam adorar.

Ora, vejamos:

1. Borras de café.

2. Restos de leite (sim, as plantas também gostam de leite! Pode deitar nos vasos os restos que ficam no fundo dos copos - mesmo que tenham café).

3. Cascas de ovo moídas e respectiva água da cozedura.

4. Água da cozedura dos legumes.

5. Chá (não deite fora os pacotes de chá usados; abra-os e aproveite as ervas para misturar com a terra dos seus vasos).

Se quiser ousar - let's go crazy! - também pode oferecer um menu holístico às suas plantas, colocando cristais de quartzo hialino sobre a terra e música new age a tocar. Elas vão gostar. Pelo menos, nunca ouvi as minhas queixarem-se...

Beijos verdes,



Todas as Mulheres Devem ser Vaidosas

Se uma mulher se cuida... é vaidosa.
Se não se cuida... é desmazelada.
Não se livra de ser sempre qualquer coisa!

Existe um grande preconceito com o assunto da vaidade. Pois é verdade que há quem exagere, a ponto de não abraçar uma pessoa amiga só para não amarrotar a blusa e desarrumar o cabelo. Ui, ui, sou uma não-me-toques!

E há o oposto. Quem acha uma perda de tempo pôr uns brincos, passar um brilho nos lábios, ou usar aquele vestido bonito que está lá no fundo do roupeiro. Mas depois caçamo-la a olhar com um certo desdém invejoso para "as outras". A-ha, assim também não vale...

Ai, mulheres, não vos entendo.
E também sou mulher, agora imagino os homens. ahahah!

O problema é que as mulheres arranjam-se para as outras pessoas e não para si mesmas.

Ora, mas quem é mais importante? Queeeeem é que nos atura de manhã à noite, desde que nascemos até quando nos finarmos? N-ó-s.

É a nós que devemos agradar. Mas devemos mesmo. A bem da Humanidade.
Porque uma mulher de bem consigo mesma é uma mulher de bem com o mundo.

Não interessa nada se é jovem ou com mais idade, magra ou roliça, alta ou baixa, clara ou escura, cristã, budista ou pagã, com muito ou pouco dinheiro.
A auto-estima é um direito (e até mesmo um dever, ora) de TODAS (e todos).

Foi a pensar nisso que hoje trouxe duas dicas simples e muito económicas:

Dica n.º 1 - Como ter sempre as sobrancelhas arrumadas


Penteie as sobrancelhas com um pequeno pente, e depois passe baton de cieiro.
Ficarão hidratadas e "fixas". Assim, não corre o risco de ficar com as sobrancelhas despenteadas nas fotos (não dá uma raiva quando isso acontece?).

Dica n.º 2 - Como ter pestanas bonitas e naturais

Molhe os dedos em óleo de amêndoas doces e passe-os pelas pestanas.
Ficarão alimentadas, hidratadas, brilhantes, sedosas e lindas. Se forem fracas, isto vai ajudá-las a crescer. Pode repetir sempre que quiser.

"Eu não entendo como uma mulher pode sair de casa sem se arrumar um pouco - mesmo que por delicadeza. Depois, nunca se sabe, talvez seja o dia em que ela tem um encontro com o destino. E é melhor estar tão bonita quanto for possível para o destino." - Coco Chanel

Outros posts relacionados:

Ter auto-confiança
Amor-Próprio

Beijos cheios de beleza,


Hazel

Uma Casa Mágica...

Tem de ter uma suave brisa a percorrer as divisões, que faz tilintar os espanta-espíritos.

Música a tocar. Ah!, da Casa Claridade. :)

Um leve odor a incenso que foi queimado há pouco tempo.

Árvores que cantam ao vento lá fora.

Muitos livros, arrumados por assunto, por autor, por colecção. À espera que alguém os folheie enquanto bebe um chá de hortelã-pimenta.

Coisas começadas, que se vão fazendo ao sabor da vontade e do tempo. Sem prazo para terminar. Um desenho a lápis-de-cor, um colar de missangas, uma bolsa de crochet...

Frascos de shampôo desordenados no fundo da banheira. Esponjas de banho macias.
Um vaso cheio de colheres de pau de formatos e tamanhos diferentes ao lado do fogão.
Saquinhos cheios de alfazema a perfumar as gavetas.

Cataventos alegres e coloridos [aprenda a fazer] que giram sem parar.
E um gato enroscado a perscrutar o nada.

Beijos mágicos,



O que significa o chapéu das bruxas?


Os chapéus têm sido, ao longo dos séculos, tradicionalmente usados por pessoas em posição de destaque, como símbolo de poder, numa alusão à união do Homem com o Cosmos.

A forma cónica que estamos habituados a ver nos chapéus de bruxa é considerada a pirâmide perfeita, de base circular. A energia direccionada nesta forma geométrica (que não é por acaso que se assemelha a um funil invertido), será potenciada, convergindo e elevado-se a um só ponto: o Divino.

Assim, o chapéu cónico é utilizado não só como um símbolo de conhecimento oculto elevado, mas principalmente para potenciar a capacidade mágica e a comunicação e canalização de informação proveniente dos planos superiores.

O hábito faz a bruxa!

Hazel

Lua do Milho

Na quente e mística Lua do Milho, feche os olhos e deixe-se levar pelo vento dos campos.

Descalce-se e sinta a força da Terra subir-lhe pelas pernas, percorrendo todo o seu corpo, alimentando-o, tornando-o parte do Todo.

Ainda de olhos fechados, pense em algo que gostaria de concretizar.

Peça aos Elementais da Terra que o auxiliem, protejam e removam todos os obstáculos do seu caminho.

Deixe alguns pedaços de pão ou biscoitos de aveia como oferenda, e agradeça respeitosamente. Tenha um pouco de fé; mesmo que não os veja, eles vêm-no a si...
Guarde segredo sobre os seus pedidos. Sempre.

Beijos lunares,