Magia antiga | Casa Claridade

24/04/08

Magia antiga

Às vezes, andamos à procura de um objecto, e não sabemos onde o colocámos. Vasculhamos todos os cantos e recantos, e nem sombra dele. Parece que foi engolido pela terra, ou roubado por duendes travessos. Que irritação!

A minha avó tinha uma espécie de técnica a que chamava "apertar os tom...* ao Diabo", que fazia os objectos perdidos reaparecerem quando menos se esperava. Nunca falhava.
Consistia em dar um nó num lenço, atirá-lo para o fundo de uma gaveta, e dizer com convicção:

"Só te volto a desapertar os tom...* quando o (objecto perdido) aparecer!"

E não se pensava mais no assunto. Quando menos esperasse, o objecto reaparecia.
Logo depois, tinha de se desapertar o nó do lenço (para não deixar o Diabo a sofrer injustamente com a testiculária apertada, hahah!).

Admito que isto é completamente absurdo, não tem qualquer explicação lógica, mas a sua eficácia está mais que comprovada ao longo de gerações de pessoas que perdem coisas e depois as recuperam de forma sobrenatural. É mágico.

[* ... ates!]

À procura de um lenço para apertar os tom...* ao Diabo, 

Hazel