Há dias... | Casa Claridade

04/12/08

Há dias...

Sono, frio e impaciência.

Há dias em que custa mais enfrentar o Inverno, as pessoas, o espelho, o trânsito e os pensamentos gritantes.

Há dias... em que adoraria poder apenas ficar refugiada em vale de lençóis.

Há dias em que acordo rabugenta, chata, e nem para mim própria tenho paciência.

Há dias em que fazemos perguntas parvas, tais como "porque é tão importante a posição dos ponteiros do relógio, se estão um milímetro mais para um lado, ou para o outro?", e os movimentos peristálticos se acentuam.
Há dias assim... mas depois passam.