Dia 322

sexta-feira, novembro 18, 2011

A chuva fria escorre pelo chão das ruas escuras e solitárias. Parece que os Deuses estiveram à espera que todos chegassem a casa para poderem lavar o mundo, que estava cansado. Precisava de ser refrescado, ganhar um novo fôlego.

E assim foi. Abriram as comportas dos céus e enviaram a Água durante a noite.

Que lavou as ruas, purificou o Ar e alimentou a Terra. Para depois evaporar novamente com o Fogo escaldante do Sol.

Na manhã seguinte, cheirava a terra molhada e as folhas verdes das plantas reluziam. As pessoas cumprimentavam-se com genuína simpatia.

O senhor do talho cortava bifes mais generosos, o cão da D. Hermengarda não mordia o rabo do carteiro [vocês sabem lá o que dói levar uma dentada de cão no rabo!] porque estava entretido com um osso.

Os casalinhos de namorados desenhavam corações nos troncos das árvores e o Sr. Antunes dava pulos de alegria porque a verruga do queixo que o arreliou anos a fio caiu durante e noite. ahahahaha

O mundo acordou feliz, porque os Elementos estiveram em harmonia.
E o martelo de Thor, que estava prestes a destruir tudo, ficou guardado.

(Projecto 365)

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

2 COMENTÁRIOS

  1. como tudo que escreves cada vez mais emocionante.Beijos

    ResponderEliminar
  2. Adorei, adorei, adorei.

    Equilibrio dos elementais

    bjs

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥