Querido Senhor das Barbas Brancas,

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Desde 2008 que te escrevo uma vez por ano neste blog. Já é uma tradição!
E como tradições são tradições, aqui vai a minha missiva para este ano.

Este ano, portei-me espectacularmente bem. Superei todos os desafios que o Universo me apresentou com sucesso. Sem qualquer sombra de falsa modéstia, estou muito orgulhosa de mim mesma, como sei que também estás. Agradeço-te do fundo do coração, Senhor das Barbas Brancas, por me teres realizado ao longo do ano tantos sonhos que me pareciam impossíveis, e me trouxeram tantos motivos de alegria.

E que mais poderei pedir? Sabes que sou uma pessoa de gostos simples, sempre fui.
Mas este ano, que já estou um bocadinho mais crescida, permito-me ser um pouco extravagante em alguns dos meus desejos (e porque não?). São eles:


1. Uma cadeira de veludo com braços.

Para ler os meus livros, para meditar, para dormir a sesta, para pensar na vida, para escrever os meus posts, para dar consultas, para ouvir música, para comer bolachas, para coser, para ver o tempo passar, para contar histórias, para beber chá... eu sei lá...!


2. Velas.

Todas as noites, fazemos a 'hora medieval'.
"Que é lá isso?", perguntas tu. Desligamos as luzes todas da casa durante uma hora e acendemos velas.
Poupamos recursos do planeta, poupamos na factura da electricidade, e ainda por cima fica acolhedor.


3. Sabonetes.


Gosto de sabonetes perfumados. São úteis, são bonitos, são agradáveis. E eu canto no banho, mas desafino.






4. Colheres de madeira.

Pequeninas ou grandes. Fazem-me sempre falta para as minhas poções mágicas.





5. Este candeeiro.


Onde existe à venda? Não sei!
Mas gostava tanto de ter um...






6. Um baú grande.

Para guardar as roupas de fora de estação ou para me esconder lá dentro e pregar um susto a quem passasse.


7.
Uns óculos de Sol redondos e pequeninos.

Como os do John Lennon!
Não tenho explicação para isto. Não estão na moda, ninguém já os usa, mas eu sou uma rebelde, uma fora-de-moda, e gosto deles.


8.
Um banco pequeno e fofinho.

Para colocar no hall de entrada e sentarmo-nos quando nos calçamos/descalçamos (não andamos de sapatos dentro de casa).
E termina aqui a carta!
Bom trabalho, Senhor das Barbas!

Na paz dos pinheiros,



PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

11 COMENTÁRIOS

  1. Votos de Feliz Natal e que o Pai Natal seja generoso :)

    ResponderEliminar
  2. Desejo que o Sr. Barbas seja generoso e realize teus pedidos.

    :)

    ResponderEliminar
  3. Faço figas para que ele oiça e atenda os teus pedidos, porque os mereces.

    Tive de rir com um dos teus objectos! Sabes que eu usei uns óculos assim até há poucos anos atrás, quando os deixei cair num rio? Já nessa altura estavam completamente fora de moda, ihihih.

    Um beijinho

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. Desejo que seus pedidos sejam atendidos!!

    Beijos!!♥

    ResponderEliminar
  5. Adorei. É sempre bom pedir com o coração.

    ResponderEliminar
  6. Que o Senhor das Barbas Brancas te satisfaça estes pedidos tão merecidos :)

    Beijocas***

    ResponderEliminar
  7. Adorei a simplicidade dos teus pedidos, com certeza o bom velhinho vai te conceder a maioria deles.É o que eu desejo para você do fundo do meu coração.Beijos

    ResponderEliminar
  8. oiii mudou bastante o blog, faz tempo que visitei... :) acho que até nos falamos por coments... tudo bem por aí? Abraços...

    ResponderEliminar
  9. Doce Hazel , se morasse aí em Portugal , com certeza te daria qualquer um desses presentes !!
    Aqui , no Brasil , chamamos o Pai Natal de Papai Noel ...!


    Beijoss , flor , e tudo mais que de bom pra ti !!!


    Silvana

    ResponderEliminar
  10. Ahahahahaha, estava com tantas saudades daqui!!

    Não leia isto alto, mas se o senhor de barbas brancas não te atender sei onde ele mora, podemos lhe dar uma lição. Afinal não é justo você se comportara tão bem (uhum) e não ganhar seus presentes!!LOL

    Saudades bruxinha!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥