"Nada importa."

sábado, junho 29, 2019


Serão dois. Um, com a compilação das crónicas e de outros textos inéditos que nunca saíram do meu caderno. O tal que vos devo há muitos anos.

Mas é sobre o outro que penso hoje. Aquele com que espero horrorizar-vos. Quinhentas páginas em branco. Na última folha, uma singela frase:

"Nada importa."

Excêntricos, visionários, filósofos, lunáticos e aqueles que-têm-preguiça-de-ler talvez aplaudam a audácia.

Os restantes, poderão fazer aviões e barquinhos de papel, arremessá-lo para a lareira, ou levar à mesa como base para as panelas fumegantes. Quiçá se lancem protestos e acusações de insolência, de desrespeito para com o leitor, de obscenidade, excesso de rebeldia e atrevimento.

No primeiro, escrevo tudo o que alguma vez desejei ler.

No segundo, escrevo aquilo que todos procuramos sem verdadeiramente querer encontrar: a verdade sobre o Universo. Servida num prato limpo, branco, honesto. Sem tristeza associada, ou qualquer sentimento que não o de paz absoluta.

Nas páginas em branco, os leitores são escritores. São livres para nelas redigir o diário das suas vidas, receitas de culinária, listas de compras no supermercado, fazer desenhos, ou enumerar todos os insultos alguma vez inventados e dirigi-los à autora das folhas brancas, em justo e isento protesto. A escolha é de cada um. Cada página, uma nova decisão. O que fazer com ela, com todas as possibilidades que a vida nos oferece a cada nascer-de-dia?

Façam o que fizerem, no fim de contas, na última página do livro da vida, todos chegaremos juntos — ou separados — à mesma conclusão: nada importa.

Oh sim, eu posso fazer isso.

Hazel 

P.S. — Uma das mais valiosas regras da escrita consiste em nunca subestimar a inteligência do leitor, que, sei, compreenderá que todo este texto é uma metáfora.
Este post scriptum serve apenas para tranquilizar os que vieram aqui parar por engano. 😃 Sinto-me tentada, mas não vou publicar um livro com uma só frase.
Já foi tão divertido imaginar a situação como se esta tivesse efectivamente ocorrido.

Foto: Vítor Vargas / Produção: Ana Luar Vaz / Modelo: Hazel Evangelista

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

5 COMENTÁRIOS

  1. Já estamos na metade de 2019 e Hazel tem apenas 5 textos publicados... e mesmo assim, sem cobrança, sem expectativa demasiada, eu os saboreio. Não deixe de nos brindar vez ou outra com tua fantasia tão real, pois adoramos. E quando preferires as páginas em branco, respeitaremos. Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Jo! Que bom, fico muito sensibilizada. <3 Um abraço de gratidão e amizade!

      Eliminar
  2. Realmente, é muito gostoso passar por aqui e encontrar um novo texto para ler! Um lindo fim de semana para você! Beijos!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥