De remo debaixo do braço | Casa Claridade

28/08/08

De remo debaixo do braço

Vou ter de ser mais rápida que a própria sombra a escrever este post. O monitor que estou a usar no meu computador não está a funcionar, e estou a usar um portátil emprestado sem cabo de alimentação, pelo que já só tenho alguns minutos de bateria!!!

Este recanto da nossa sala é um dos meus favoritos.
O remo que está encostado à parede veio de uma praia em Caxias. Estava abandonado, por estar partido na ponta, e eu trouxe-o para casa.

Não imaginam as caras dos automobilistas que pararam nos semáforos da Marginal, enquanto eu passava, muito senhora do meu nariz, de remo debaixo do braço.
Via-se nas suas expressões que estavam a pensar: "Mais uma maluca!".

Mas vejam como na minha loucura existe um método... a cor do remo é exactamente igual à do passe-partout do quadro que está na parede.

Se algum dos leitores foi umas das pessoas que me viu passar na Marginal com o remo... vê como afinal tudo faz sentido???