Há algo que vocês não sabem sobre mim. E não é bonito.

quarta-feira, abril 21, 2010

Eu sou a pessoa mais cuidadosa do mundo. Vocês sabem.
Não se nota logo? Sou uma autêntica frou-frou, toda delicadinha com tudo aquilo em que toco.

Por isso, não consigo compreender como é que as coisas se me avariam espontaneamente. Tremenda injustiça!

No início, achava que a culpa era de uma marca ou de outra.
Mas agora estou mesmo convencida que a culpa é só MINHA.

Para verem que não estou a dramatizar, aqui vai o inventário das principais avarias inexplicáveis só dos últimos 3 anos:

- 2 microondas
- 2 computadores portáteis
- 2 máquinas fotográficas digitais
- 1 telemóvel
- umas 6 varinhas mágicas (mixers, para os leitores do Brasil)
- 1 televisão
- 1 aparelhagem de som
- 1 depiladora
- 1 orgão electrónico
- 1 DVD
- 1 termoventilador
- 1 projector de imagens nocturno
- 1 relógio
- 1 monitor

Todos estes aparelhos são de marcas diferentes. Uns foram caros, outros, baratos.
A única coisa que têm em comum é a pessoa que lhes mexe: a terrível "eu".

A última avaria foi a máquina fotográfica digital que comprei há apenas 2 semanas (porque a anterior avariou-se-me nas mãos!), e também já não funciona.
Sou eu a grande culpada.

Não percebo porque isto me acontece. Mas chateia-me.
Queria fazer um post que tinha planeado, mas não tenho como tirar fotografias.
Lamento muito, leitores.

Se alguém arranjar uma explicação para este fenómeno que me acontece, por favor, chegue-se à frente, e diga de sua justiça, pois eu não entendo.
Sou uma assassina não-intencional de aparelhos eléctricos.

Resta-me alertar-vos: quando me virem passar, escondam os vossos aparelhos, pois tudo o que é eléctrico avaria em contacto comigo. Bah...

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

34 COMENTÁRIOS

  1. Hazel, to rindo aqui, 8 anos de casamento e 7 ferros de passar....rsrsrsrs beijos querida e bom, se serve de consolo, eu sempre penso que a 30 anos atrás uma geladeira era feita pra ser eterna, hoje em dia não, é preciso aquecer a economia e consumir sempre mais, então os aparelhos ja nascem com essa vida útil curtinha, pra durar pouco mesmo, pra vc gastar mais...rs, não é você não, fique tranquila...rs, são eles...bjs

    ResponderEliminar
  2. Hazel, que estranho! Mas conheci uma pessoa que era assim também. Era uma pessoa muito cuidadosa. Mas os eletrônicos quebravam muito rápidos em sua mão. E não era por mau-uso, quebrava mesmo, de maneira muito estranha.

    Aqui no Japão fala-se muito que a gente teria um certo poder de direcionar determinadas energias. Vc sabe, assim nasceu o Reiki. Pessoas que tenham muita energia nas mãos são boas com plantas...e péssimas com eletrônicos. Como são aparelhos sensíveis, ficam avariados pelas ondas energéticas que as mãos irradiam. São mãos com dons de cura e são muito utilizadas no Reiki e passes energéticos.

    Falando em Japão, vou responder um comentário q vc fez há um tempo atrás. Sim, eu apresento uma imagem diferente do país. É o jeito que eu vejo o Japão, o Japão que eu moro.
    Eu te pergunto: qual será a imagem de Portugal que os não-portugueses fazem? Imagine o quanto de coisas lindas que existe em sua terra, coisas interessantes e originais que os não-portugueses nem fazem idéia que existem. E se assustariam ao ver a beleza arquitetônica da moderna Lisboa, a tradição das antigas vilas, a beleza das montanhas portuguesas, a culinária rica, a cultura, música, etc...
    Acho que é isso, as pessoas ficam surpresas por eu mostrar um Japão que não é só videogame e Godzilla rs...

    bjos e boa sorte ai com os aparelhos!

    ResponderEliminar
  3. minha nossa, que despesa que és ai em casa, hehehe.
    eu também só tenho posto fotos de dia e exterior no meu blog porque o flash da minha máquina digital simplesmente rebentou nas minha mãos :-P
    acho que isso é por seres tão devota á natureza, é um poder mágico que tens e te foi dado pela Mãe Natureza para combateres os seus inimigos electrónicos ;-) é combate-los fora de casa, senão aiai carteira
    :P
    Mas o melhor

    ResponderEliminar
  4. Ahaha, desculpa, eu sei que é ruim,principalmente pro bolso, mas acontece!
    Super energizada Hazel!
    bjo!
    Ps:Nem tudo é perfeito!

    ResponderEliminar
  5. Eu sei que não deveria rir...mas é impossível hahaha
    Não sei explicar o que acontece. Talvez algo como disseram acima, sobre a energia. Só isso pode explicar, afinal de contas, as plantas não tem do que reclamar de conviverem com você.
    Apesar de doer no bolso :/ , não fique triste não.
    Beijo,

    Andreia
    http://universoemcores.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. "O fato de sermos urbanos nos leva a ter hábitos que nos afasta do contato direto com a Natureza, a saber: uso de roupas, sapatos (principalmente tênis), ambientes fechados (ar condicionado), ar poluído, estresse do dia-a-dia, comida tóxica, barulho, filas, taxas, trânsito, etc, etc, etc... Esses fatos geram distúrbios a toda natureza e em particular aos seres humanos.

    Nós somos ENERGIA concentrada e nos carregamos dela no dia-a-dia, captando-a da natureza, da fricção com o ar, do sol, do prana, do alimento, etc. Essa energia vai se acumulando em nosso corpo e a usamos para as nossas atividades, mas cria também o que chamamos de ENERGIA ESTÁTICA, que fica acumulada no corpo. É aquela mesma energia que é criada nos aviões, nos aparelhos elétricos/eletrônicos, nas redes de energia elétrica, etc, necessitando ser dissipada ou aterrada, para evitar danos.

    O que faz a engenharia para solucionar esse problema?

    Constatada a existência dessa energia estática, ela deve ser descarregada de alguma forma. Então foram criados os chamados “FIOS TERRA”, para dissiparem a energia estática acumulada nesses aparelhos para a terra, que tudo absorve...! O corpo humano funciona também desse modo, e é necessário descarregar o acúmulo dessa energia estática de alguma maneira...

    Como proceder?

    Podemos descarrega-la em contato direto com a natureza. É muito comum ouvir-se dizer: há! estou precisando descarregar, ir para a natureza, para as montanhas, para o mar, respirar ar puro, etc. E é isso. Andando descalço, pisando na terra, na areia, andando ao ar livre, na mata, se abraçando às árvores, tomando banho de cachoeira ou de mar, ficando com pouca roupa, etc, se desligando dos afazeres do dia-a-dia e se dando um tempo para si próprio, trás de volta o equilíbrio perdido. Essa energia não dissipada cria transtornos, defeitos, sobrecargas, doenças, patologias, etc. Os mestres do Extremo Oriente nos ensinam isso. Quando querem se iluminar, vão para as montanhas e se isolam nas cavernas do Himalaia no Tibet, se despojando de tudo, em contato direto e íntimo com a Natureza, inclusive consigo próprios e com o seu Eu interno. Purificando-se e sutilizando-se, sem interferência nenhuma externa, situação necessária para a meditação, para que se liguem às forças da natureza e se deixem penetrar por elas, atingindo o perfeito equilíbrio e integração".
    http://www.tibarose.com/port/artigos.htm

    ResponderEliminar
  7. Hazel

    Conheci uma moça que parava relógios... Depois de estragar uma quantidade grande, ela se conformou de que não havia nascido para usar relógio de pulso...rs

    Eu e mais uma outra conhecida levamos choques, vez por outra. Ao encostar em portões de ferro ou na parte de metal das cadeiras. Eu levo uns bons sustos, porque detesto levar choque...rs

    Conselho: todo santo dia ficar uns bons minutos com os pés direto na terra, assim a sua eletricidade "aterra" e não entra em conflito com a que passa pelos aparelhos.

    beijos!

    Cláudia

    ResponderEliminar
  8. será energia a mais???vende! actualmente tem quem faça negócio com isso, produzem a 'sua própria energia' e ainda vendem uma parte (brincadeirinha, eu sei que são coisas completamente diferentes), só por curiosidade te digo que o meu filho mais velho não 'consegue' usar relógio mais de dois ou três dias, o digital apaga simplesmente quanto aos de ponteiros os próprios (ponteiros) SALTAM, isto é mesmo assim como escrevo podes acreditar, ele está com 20 anos e já fez várias tentativas, mas não lhe acontece com mais nada.
    Eu no teu caso investigava a situação!eheh
    Beijos e continuação de uma boa semana
    Paula

    ResponderEliminar
  9. Hazel eu tbm sou meio estabanada,já se foram liquidificador,louças,tabua de passar entre outras coisinhas;não é só vc tá,fique tranquila.Bjus!!

    ResponderEliminar
  10. Bolas!
    Realmente andas com azar!
    E logo a máquina! Também ficaria furibunda!
    Nem sei que te diga!
    Mas pelo menos a máquina ainda está na garantia! ;)
    Beijinhos e boa sorte!

    ResponderEliminar
  11. sei lá o que ocorre , mais eu já dei fim 3em 2 maquinas fotograficas e marido apaga luz de poste quando passa por baixo , vai saber bj

    ResponderEliminar
  12. Hazel, só você!
    Teoria 1: Excesso de energia em você.
    Teoria 2: Já experimentou comprar eletrodomésticos em outro lugar? Explico: Já percebi que todos os eltrodomésticos, celulares, etc., comprados em determinadas lojas aqui não duram, estragam sem explicação. O mesmo produto (marca, modelo) comprados em outra loja funciona por muito mais tempo perfeitamente.
    E duas dicas fundamentais: Leia o manual e lembre-se, nem tudo que parece estragado realmente está. Talvez precise só de alguém que entenda um pouquinho mais...
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Uma pessoa que me é muito querida diz que é energia demais na mãos, a própria pessoa querida é assim, cheia de energia nas mãos, quebra os copos apenas por toca-los...mas basta uma massagem dela pra que toda as dores de cabeça se vão para o espaço,rs!
    Acho que com você deve seguir o mesmo...!!

    Um bj grande, Cora.

    Ps: hoje é feriado aqui no Brasil!

    ResponderEliminar
  14. Xi, isso não é normal. Se ainda fosse eu a mexer nesses electrodomésticos todos, ainda se percebia. Eu sou uma descuidada com tudo. O P. está sempre a relembrar-me que não tenho cuidado nenhum. Pelos vistos tens de fazer como eu, mexer levianamente e ver o que acontece :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Oie...

    Bju bom feriado e continue sendo mto cuidadosa!!

    ResponderEliminar
  16. Olá minha querida!
    Parece haver uma incompatibilidade entre ti e as máquinas.Rrrsss
    Partilho da opinião de alguns leitores, acho que tem haver com a Energia... Eu sugiro o seguinte:
    Sempre que fores usar um aparelho electrónico faz um "enraízamento", faz umas inspirações profundas e ao expirar visualiza um cordão de luz do 1º cahcra ao centro da terra, esse cordão libertará todo o excesso de energia que possas ter.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Oi Hazel,acho que o problema pode ser na fiaçao do seu apartamento mesmo as cameras tem que carregar a bateria,a voltagem pode estar desregulada ,já aconteceu isso em uma casa onde morei,tive que trocar os fios e não tive mais problemas.beijos para você e para oL Lu

    ResponderEliminar
  18. És uma imensa Fonte de energia Hazel :)
    Tenta andar descalça sobre a terra... A terra absorve a electricidade estática que absorvemos no dia a dia. Como estamos sempre com sapatos essa energia não se liberta para o universo, fica retida em nós.

    Beijinhoss **

    ResponderEliminar
  19. Querida, é isso mesmo, hoje em dia tudo é feito pra estragar logo. Estamos na era do descartável e do consumismo.
    E não se esqueça de que Mercúrio está retrógrado...

    (Tô sentindo falta dos meus amigos no blog... sumiu todo mundo de lá...)
    bjos

    ResponderEliminar
  20. Hazel
    Acontece-me o mesmo, máquinas fotográficas... não há uma que resista nas minhas mãos, relógios, telemóveis, micro-ondas, mp3... não consigo encontrar explicação:)
    Apenas sei que até tremo quando lhes vou mexer ;-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Hazel,
    Depois de rir um bocado lendo seu post, acho que o que você tem uma certa razão.

    Eu não sou muito cuidadosa e nada quebra aqui em casa.

    .........material para reflexão............

    ResponderEliminar
  22. Achei muito interessante a teoria do Alexandre, pois você é ótima com plantas.
    Mas é bom tentar algumas sugestões acima, pois o prejuízo tem sido grande, não é ?

    Beijo

    ResponderEliminar
  23. Oi querida!
    Desculpe, mas morri de rir do lado de cá! Você é muito espirituosa ao escrever!
    Eu já desconfiava, pela sua originalidade - gostos, curadora de plantas, músicas interessantes, entre outras coisas, que eu estava diante de uma bruxinha... Mas agora tenho CERTEZA! Kkkkkk
    Mas me parece mesmo um excesso de energia. Pelos seus posts até acho que descarrega sempre, mas se carrega muuuuito mais!
    Quem sabe se, aproveitando toda sua consciência, procure descarregar antes de mexer em eletrônicos? Difícil será lembrar a cada vez, mas você Pode!
    Um beijão, ainda rindo e torcendo para que consiga!
    Claudia

    ResponderEliminar
  24. Ahahahah Hazel querida, vc fez me lembrar de mim mesma, quando morava em Brasília. Por ser uma cidade muito seca ( lá fica meses sem chover uma gota sequer) e a estática era enorme. E euzinha aqui, dava choque. Sabe como é? Eu simplesmente tocava nas coisas e saíam faíscas! Eu era energia pura!!
    Teve até uma amiga que me proibiu de tocar nas filhas delas...rssss.
    Quando andava de carro, então, meu Deus, eu saía do carro sem poder encostar a mão na porta, porque levava o meu próprio choque....rsss.
    E´como o seu amigo que mora no Japão, disse: vc está concentrando energias e os aparelhos elétricos são sensíveis a elas. Simples assim
    Minha sugestão? Faça um curso de reiki e comece a liberar essa boa energia que vc tem. Isso pode ajudar as pessoas - e sua casa agradece...rsss.
    Beijocas bruxinha!

    ResponderEliminar
  25. Oi bruxinha


    Mas que desastres são esses....joga culpa nos gnomos,saci perere também e uma boa.....o vento....eu sempre uso a desculpa do vento que bateu....
    Mas desse jeito nenhuma desculpa vai colar....senhor....os donos de lojas de eletrodomesticos que voçê compra deve te adorar....receber de tapete vermelho e tudo...kkkkkkkkkk.
    Beijim
    Deusa
    vasinhos coloridos.

    ResponderEliminar
  26. hazel, como é bom voltar para cá e "ouvir" estas histórias que são tuas.

    apesar da "tragédia" desta, adorei.

    grande abraço!

    ResponderEliminar
  27. Amiga Hazel ,

    Como está você? Lembra-se desta advogada brasileira? Pois é, senti saudade de falar-lhe, tão somente para sabê-la bem e feliz (sem qualquer sombra de "depressão"!!).
    Hoje lembrei-me muito e muito de você porque fui almoçar num recanto português, à beira de uma grande rodovia paulista. Lá estivemos minha sócia, a irmã dela e eu e, com muito prazer comemos alheias com "papo seco" (pãozinho), excelente azeite e bolinhos de bacalhau, tudo acompanhado do som de fados. O pãozinho português estava tão magnífico que trouxe para casa uma dúzia deles. Já os congelei para deliciar-me ao longo dos próximos dias...
    A conversa girou em torno de você e da delícia de seu Blog! Então sentistes, amiga, que almoço singular tivemos...
    Por tudo isso é que esta noite (lindíssima e calorenta por aqui) escrevo-lhe, talvez para sentir-te um pouco mais próxima, pois é este sentimento que tivemos lá na mesa: vontade de que estivesses conosco a comer.....
    Muita pena de Portugal estar tão longe desta São Paulo!!
    Receba meu abraço carinhosíssimo e de minhas amigas (as duas melhores e maiores que tenho!).
    MARIA RITA (mritasc@uol.com.br)

    ResponderEliminar
  28. Ei Hazel! é energia pura. Agora me diga se essa energia não faz ressucitar suas plantas, se não curam alguma dor só em tocar,se esse toque que destroi os eletronicos, não dá vida a outras coisas. Liga não é coisa de bruxa...Descarregue sua energia na terra, vai ajudar vc economizar nos eletronicos,hhehehe
    beijocas

    ResponderEliminar
  29. minha querida Hazel!!!
    Estou afinada de tanto rir desse seu desabafo sobre os aparelhos que estragam, não tenho palavras, nem pra te consolar, porque estou a rir muito kk..., mas calma vamos pensar em algo bjos....kkk!!!

    ResponderEliminar
  30. Hazel e eu que pensava que era azarada com aparelhos eléctricos... hehehehehe
    Bjkas

    ResponderEliminar
  31. Oi Hazel... vc é mesmo incrível nas suas contações de histórias. Divirto-me lendo seus textos. Abraço.

    ResponderEliminar
  32. Acho que isso deve acontecer por teres muita energia e, como tens mãos mágicas para as plantas (consegues ressuscitar plantas moribundas) isso deve fazer alguma interferência com os aparelhos. Se calhar tens de arranjar alguma forma de regular a energia antes de tocares nos aparelhos.
    Eu tenho situação engraçada com computador do meu irmão, acho que o bichinho não devia gostar de mim, porque supostamente estava bem antes de mexer-lhe, e quando eu fosse mexer nele, ficava com problemas, bloqueava, não fazia mais nada. Até hoje não sei o que se passava, com o dono não tinha problemas. Não chegou a avariar mas tinha ataques comigo. Eu que até sou boazinha mas ele não gostava de mim, sniff sniff!!!
    O meu pai tem também uma situação caricata, tem há muitos anos um relógio de pulso automático, que farta-se de avariar com o uso, vai para o conserto, fica bom, o meu pai usa uns tempos, e lá pifa novamente, o relojoeiro fica passado. Até não é dos casos piores, ele conhece uma pessoa que não pode de todo usar relógios, avariam todos, não há um que escape.
    A mim aconteceu uma vez com o meu computador, estava a trabalhar nele e, entrou uma pessoa para na sala (sempre achei a energia dessa pessoa esquisita), e ele começou a piscar e com as letras a correr a alta velocidade, até pensei que tivesse estragado, desliguei-o. Quando cheguei a casa liguei-o e estava óptimo. Uns dias mais tarde a cena repete-se (entrada triunfal da pessoa), ele volta a ficar maluco, mas depois em casa ficou bom, não foi preciso levá-lo para arranjar. Mistério!!!
    Tenho a certeza que vais descobrir a fórmula para isso não acontecer.
    Beijinhos
    Daniela

    ResponderEliminar
  33. minha maquina tambem se estragou, fiquei triste, pode ser isso o que o Mauj falou, abraço

    ResponderEliminar
  34. Hazel, você deve ter no seu mapa
    astrologico um URANO bem acentuado
    confira!
    bjs

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥