Ritual de luto para animal doméstico

quarta-feira, julho 21, 2010

Acho que a maior parte das pessoas fica sem saber o que fazer quando um animal doméstico desencarna. Por isso, resolvi contar-vos como terminou a minha tarde de ontem.


Desloquei-me até uma pequena mata com o pombo num cesto e escolhi uma árvore.
O último livro que li, "Segredos de Gato", de Vicky Halls, refere um ritual de origem cigana de libertação da alma, para que esta possa voar. Realizei-o, com algumas alterações:

Virei-me de costas para o vento e elevei o pombo com ambas as mãos.

Fechei os olhos e senti o vento soprar com força através dos meus dedos.

Depois, abri os olhos e depositei o corpo do pombo sobre a terra. Cobri-o com folhas secas e ramos de oliveira.

Despedi-me e fui embora com um sentimento de paz e tranquilidade.

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

30 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Flor do Dia!
    Que lindo! Acredito muito nestes antigos rituais!

    A cachorrinha da minha mãezinha desencarnou domingo...foi triste, mas temos de entender...ninguém é de ninguém! Sempre digo! Foi um livro espírita (Kardecista) que lí há anoooossss! hihi

    Depois que meu paizinho fez sua passagem, há 17 anos atrás....eu ainda era muito imatura...mas já não encarava a perda como grande maioria! Nos sentimos mais reconfortados em saber que tudo tem um continuidade e esta, pra mim é a real "BELEZA DA VIDA ETERNA E FLUÍDICA"!

    Beijo de muita luz, de todos os irmãos menores que saltitam, voam e correm em seus "outros" planos!

    \o/

    ResponderEliminar
  2. Aqui no Japão há muitos cemitérios para cães, gatos, aves de estimação. Muitas pessoas de fora acham ridículo. Tiram sarro, dão risada. Mas pq não dar uma despedida digna a um bichinho que amamos, como agradecimento ao amor dado por eles?

    No seu caso, o pombo apenas descansou em seu lar, não era seu animal de estimação. Mas foi bonito o carinho que vc deu a ele para que o pombo retorne de onde veio...

    ResponderEliminar
  3. Fadinha

    Que lindo ritual que fizeste, a Pombinha deve estar em paz, agora na lá paraíso dos animais.
    Uma pergunta, as pesssoas também reencarnam em animais? É uma dúvida que tenho.
    Acredito que os animais sejam verdadeiros anjos de Deus na terra, que muitas vezes têm uma missão, como se pode deduzir de tantas estórias que há sobre salvamentos de pessoas por animais. Cães que salvaram crianças, golfinhos selvagens que protegeram pessoas de tuabarões, a natureza é linda!
    Vi uma vez um programa, em que um papagaio e a dona comunicavam por teleparia, sem ela saber como, fizeram testes, ela numa sala e ele noutra, mostraram fotos com a imagens a dona, e o papagaio dizia a palavra do que a dona estava a ver, exemplo foto de rosas, ela via e ele dizia flores, não identificava a espécie mas dizia uam palavra relacionada, impressionante.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Que lindo ritual!

    Alegra-me saber que ficas-te mais tranquila após o ritual.

    Beijinho, tem um bom dia!

    ResponderEliminar
  5. Daniela:
    Não, as pessoas não reencarnam em animais.
    Contudo, algumas - tais como as que envenenaram os pombos - acredito sejam reencarnação de vermes, embora com aparência humana. Desculpa o sarcasmo, mas não resisti.
    É verdade, por vezes encontra-se casos assim, de telepatia entre o dono e o seu animal. Há animais muito intuitivos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. ola amiga oh esse momento e muito triste mas ao mesmo tempo deve ser calmante para o nosso coraçao de saber que vai para um lugar melhor e nao sofre,mas nao quero pensar nisso...beijinhos amiga e fizeste muito bem se todas as pessoas fossem como tu o mundo era bem melhor

    ResponderEliminar
  7. Foi muito bom o que fizeste por ele, por isso só te podias sentir em paz no fim de tudo!
    Não sabia que tb havia rituais para os animais, aqui em casa qd algum morre, nem que seja um peixinho dourado, fazemos o funeral, mas nada de mais. Não me imagino a deitar um animal no lixo depois de me ter dado a mim e á familia tantas horas de companhia. Por isso são todos enterrados aqui no quintal, á escepção da coelha que foi aqui tb um pinhal próximo pois já era maior e como já te tinha dito só tenho terra á volta do muro e é coisa de 1 palmo. Mas nunca nenhum fica sem funeral. Nem a minha filha permitiria outra coisa, nunca vi um ser que tivesse tanto amor aos bichos como ela, ela chega ao extremo de ter cuidado ao andar para não pisar as formigas! Ontem chamei a um animal de uma história dela de castor e ela muito ofendida disse logo que não era um castor, era um ornitorrinco, pq tem um bico como o dos patos e os castores não têm... e não é que era mesmo? Não fiquei pasmada pois qd se fala de animais ela é perita lol
    Beijinhos querida!

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Hazel por tudo o que fez e tudo o que transmite aqui no seu blog. É bom saber, faz bem quando seres humanos assim como voçê fazem acções destas. Espero que possamos ser sempre cada mais a fazer e a crescer nessas luminosas acções.
    Cuidemos do nosso planeta e dos seus seres.
    Amo os animais, e fico tão feliz e comovida quando alguém cuida deles, os ama e respeita.
    Que haja esperança.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. *(
    Sinto por ter tido um fim de tarde, triste!!
    Nunca soube de fato o que fazer com um bichinho desencarnado!
    Minha última cachorrinha faleceu no veterinário (câncer de mama), e ele mesmo enterrou ela, no cemitério de animais *(
    Foi tão ruim....!


    Você tem uma gata?!!
    Bem vi o livro ali no "criado mudo", sobre gato, mas achei que fosse apenas para conhecimento!!*))
    Cora.

    ResponderEliminar
  10. Oi Hazel , sabado passei por uma experiencia que jamis tinha vivido , adotei uma gatinha no centro de animais abandonados , quando vi ela preta com enormes olhinhos verdes fiquei encantada , o veterianario disse que não era boa idéia pois , ela estava doente com uma anemia profunda tinha apenas 1 mês de vida era apatica , e tristinha , trouxe pra casa , por dez dias cuidei dela com comida de bebe , dada na seringa e agua de coco para hidratar de vinte em vinte minutos , mas ela não aguentou , no sabado passou o dia deitada e miava bem baixinho quando eu chegava perto . Sou espirita , e elevei meu pensamento pediddo para os espiritos responsaveis pela energia dos animais desligassem seus fios que a mantinham encarnada , pedi que sua energia fosse guardada até que novamente utilizada em nova existência , e assim que eu terminei não deu nem 10 minutos e ela desecarnou , cobri ela com um paninho branco e no fundo do meu quintal tem 3 palmeiras altas enterrei entre elas ... não deixa de ser triste perder nossos bichinhos por menor espaço de tempo que vivem com a gente ... bjo Hazel e muita luz

    ResponderEliminar
  11. Cora:

    Tenho. Chama-se Clarice (Lispector). :)
    Está connosco há cerca de 1 mês. Estava abandonada e trouxemo-la da rua. Um caso triste com um final feliz.

    ResponderEliminar
  12. Janela de Sonho:

    Lamento muito pela gatinha. Muitas vezes, quando os gatos têm anemia, é um sintoma de leucemia.
    A minha gata também tinha anemia quando a trouxe da rua e receei o pior. Felizmente, não foi o caso, e a anemia dela devia-se ao grande estado de desnutrição em que se encontrava. Agora está completamente recuperada.
    Foi um excelente ritual que fizeste.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Oi Hazel querida!
    Não tive tempo de ver o seu post de ontem e acabei saber o que houve! Puxa vida, como tem gente ruim neste planeta...matam pombos, gatos...me Deus! Sabe de vez enquando eu me pego pensando se a humanidade é uma experiência que deu errado, pq parece que deu, eu não consigo entender! Às vezes, não por pessimismo, mas por indignação eu penso que não haverá solução para nós aqui, tá tudo tão detonado...mas tenho fé inabalável, tento sempre manter longe estes pensamentos, embora todos os dias nos esfregam na cara atrocidades que dá vontade de sair correndo sei lá pra onde!
    Muito belo e de bom coração o que vc fez flor, é este tipo de atitude que me enche o coração de esperança...que o seu gesto se estenda por todas as outras pombinhas que morreram inocentes, e que todas sejam abençoadas para poderem seguir seus caminhos e voltarem quem sabe como animais mais fortes e não tão vulneráveis.
    E para vc querida Fada, desejo que bênçãos luminosas recaiam sobre ti, lhe trazendo o dobro de maravilhas que proporciona aos seus queridos, sejam humanos, sejam plantinhas ou animaizinhos indefesos. Assim é o meu desejo, que a minha bênção se torne profecia.
    Beijos linda flor.

    Flores e Luz.

    ResponderEliminar
  14. Olá!
    Infelizmente temos seres humanos que ainda judiam dos bichinhos, por exemplo( pode ser que fique indignada), mas onde trabalho é um lugar muito grande hipermercado, e sempre alguns voadores entram lá, estes dias tinha uma coruja, linda!!! Sabe o que aconteceu? Mataram a coitadinha porque ela não podia ficar lá snifff, e agora tem um passarinho lindo também, e ontem falei com o gerente o que ele iria fazer, e a resposta foi, vamos matarr , eu com os olhos trincados de raiva rsrs disse nãoo, é só abrir a porta do depósito que ele vai sentir o vento e ir embora afff. Esse é o mundo corporativo que saco, estou muito triste, pois sei que o dia que o pássaro não estiver ...já sabe né? Vou ficar pedindo ao SER superior que me dê forças para esperar que um dia isso mude! Queria só ver se entrasse um elefante , daí iriam todos correr! Quem sabe...
    Este ritual de devolver ao universo o que ele nos emprestou é muito belo, e temos sempre que enterrar os bichinhos. Mais uma vez... Você é ótima, acho que você NEM EXISTE rsrsrs.
    A P. te falou do gato né, coitado parecia um ser de outro planeta, mas no fim deu tudo certo, e ele vem nos visitar sempre, fica em cima do telhado fazendo aquele barulho sabe de agradecimento!E o bigode dele já cresceu um pouco !
    Bjs!
    Ser Estranho Ser!

    ResponderEliminar
  15. querida Hazel
    (começo por esclarecer esta 'intimidade') já à muito tempo que sigo 'os teus passos por aqui'.
    Esta não é a primeira mensagem que aqui deixo, mas a primeira através deste blog que resolvi criar.
    Em relação a esta situação vou-te contar uma(não sei se lhe chamarei história, mas que seja) história que ouvi várias vezes, ou seja segundo dizem devemos de ter em casa um animal de estimação seja ele qual for, que o animal em caso de 'mau-olhado' ou outro mal que possam lançar sobre o dono, o animal vai actuar como filtro, irá captar o mal ao dono destinado, nada acontece por acaso, talvez se ele não estivesse (doente)indefeso, não o terias levado para casa, muitas vezes ajudamos para ser ajudados

    deixo o convite para visitares o blog e opinares, vai ser um prazer receber-te

    bjs
    Cristal

    ResponderEliminar
  16. Linda atitude Hazel! Fico pensando o que fazer quando minha velha amiga de 17 anos for embora...
    obs:Minha velha amiga é uma cadelinha Fox.
    Um abraço
    Penso sempre que: Quem gosta e respeita os animais e a natureza é uma pessoa especial, dessas de que este mundo de hoje necessita muito!
    Parabéns pela sensibilidade!

    ResponderEliminar
  17. ...saudações irmã1
    Estava lendo os comentários e vi que a Daniela falo em reencarnação de humanos em cachorros, talvez gatos...será que não se confundiu com a Filosofia "Taoísta"...eles acreditam, porém, uma vez que reencarne como humanos, não retorna num animal como cachorro, gato ou menor...segundo alguns "taoístas" é a evolução espiritual, por isto o respeito do Taoísmos a todas as formas de vida!

    Beijo de luz!
    \o/

    ResponderEliminar
  18. Querida, e o que fazemos com um cão ou gato, sabes dizer-me? Nem quero pensar quando perder o meu...

    ResponderEliminar
  19. Alexa Violeta:

    Dentro da medida dos possíveis (dimensões e peso do animal), exactamente o mesmo que descrevi, com a diferença que se deve enterrar. O pombo escolhi não enterrar, por se tratar de um animal do elemento Ar. Foi por isso que o deixei à superfície da terra.

    ResponderEliminar
  20. Os animais são seres fantásticos, com sentimentos e emoções que não devemos ignorar.
    Tenho um livro há já alguns anos sobre os poderes esotericos de animais e plantas e tem histórias fantásticas... volta e meia tenho de o reler!!!

    ResponderEliminar
  21. tenho um gato que vive em minha casa ha 17 anos,meu filho tem 19,criaram-se juntos.Ele e como meu segundo filho,amamos ele profundamente e ele nos ama e manifesta isso todo momento essa semana ele teve febre,levamos ao medico e ele esta sendo medicado,esta com uma gripe forte.ficamos com medo de perde-lo mas graças a DEUS e a todos os anjos ele esta bem.fico indignada com pessoas que nao conseguem amar um bichinho como ser especial.pior ainda quando fazem mal aos inocentes.Mas o que deles ta quardado existe a lei do retorno,causa e efeito .consequencias pelos nossos atos.

    ResponderEliminar
  22. Hazel,

    Só hoje estou retornando a net e vendo sua resposta sobre a música 63. Obrigada. Já pesquisei no You Tube e já estou ouvindo a Sara Tavares.Maravilha!!

    Qto ao ritual,lindíssimo o seu gesto!! Acredito que tudo que fazemos de melhor por nós e/ou pelo outro repercute para a humanidade, para o universo.Que este gesto reverbere para todo o universo.

    Obrigada pela atenção.

    Bj e uma semana de paz.

    ResponderEliminar
  23. Bonito esse ritual de passagem.

    Aqui em casa temos um cemitério de gatos, e meu filho é o responsável por enterrar, com muito carinho e respeito, os inúmeros bichinhos que já perdemos.

    Beijo

    ResponderEliminar
  24. Fiquei com uma peninha dos pombos...
    Mas que bom que este encontrou conforto em seus últimos momentos e teve uma bela despedida.
    Foi uma bonita atitude de sua parte!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  25. Oi Hazel.
    Eu li os comentários e o da Cristal me chama a atenção, pois a minha mãe sempre conta isso, não sei se para me consolar quando morre algum bichinho: que o "mau olhado" ou sei lá o quê pegou no bichinho... Não me conformo com isso, por isso desde pequena não tenho mais pássaros em gaiolas. Dava-me muito dó saber que eles haviam morrido na gaiola, sem poder voar. Resolvi "adotar" todos os que quiserem aparecer pelo meu quintal. De vez em quando um entra na minha casa, não descanso enquanto não mostro para ele como conseguir chegar à rua.
    Uma vez recolhi 3 pombas em um dia só, que tinham se machucado... minha casa virou uma enfermaria. Uma outra vez, há muitos anos, cacei (de verdade) um passarinho que tinha a asa quebrada e consegui salvá-lo. Às vezes conseguimos um final feliz, o jeito é persistir.
    Eu li em um livro budista que podemos renascer como vermes... não entendi direito, mas acho que agora passo a compreender: quem envenena pássaros pode muito bem reencarnar como minhoca.... Beijo para você!

    ResponderEliminar
  26. Lindo, Hazel.
    Tiveste a atitude certa.
    Bjs
    Marian

    ResponderEliminar
  27. Dificilmente o fim do pombo seria diferente, veneno é letal. Sei como é porque um gato que nos adoptou há alguns anos atrás ( era abandonado, mas só vinha cá quando queria e partia sempre), veio morrer envenenado à nossa porta.
    Fiquei com uma raiva de quem fez aquilo que dura até hoje!

    Na altura o meu marido limitou-se a enterrá-lo, no jardim.

    Bjosssss

    ResponderEliminar
  28. Que mundo fantástico teríamos se fossem todos como tu, ou pelo menos parecidos...

    ResponderEliminar
  29. Que Lindo!!!!
    Qta magia nesses rituais neh Hazel!!!

    beijos
    Ana

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥