Sonho de uma noite solsticial | Casa Claridade

22/06/16

Sonho de uma noite solsticial

Imagem: John William Godward
De olhos fechados, vi-me aconchegada entre os ramos verdes das árvores com a delicadeza de uma ave no ninho. Estendi uma perna devagar. 

Os nós dos troncos de madeira roçaram na pele nua, arranhando-a como as unhas afiadas de um gato. As folhas frescas faziam-se cama sob o meu peso etéreo. 

Não sei se era mulher, se era pássaro. Recolhi as asas brancas nas minhas costas, inspirei o ar adocicado e continuei a dormir longe da terra, longe do mundo.

Sob os auspícios da Lua Cheia de Verão,

Hazel