O homem que atravessa o tempo

sexta-feira, dezembro 24, 2010


Um dia, tive uma visão. Hoje, escrevo a história do que vi.

Existe um homem de chapéu e fato preto, acinzentado pelo tempo, que caminha há séculos sem parar. Vai em silêncio e sem pressa. Não leva bagagem.

Esse homem descobriu que a tristeza são partículas de pó que pousam nos seus ombros se ele se sentar a pensar e a olhar para trás. É uma poeira fina e cinzenta-escura que pesa como o chumbo.

E, portanto, ele nunca pára. Caminha há séculos, ligeiramente inclinado para a frente, cortando o vento com a determinação de quem sabe que o segredo está no movimento, que o espaço é limitado e o tempo não existe.

Já deu muitas voltas ao mundo, sempre a caminhar. Umas vezes, em contraluz, e outras atravessando nuvens de pó, que se assemelham às tempestades de areia no deserto.

Semicerra os olhos e atravessa-as, sempre sem parar. Quando chega ao fim, sacode a poeira dos ombros, deixando para trás a tempestade, e prossegue no mesmo compasso.

Não sei onde vai nem quando irá parar.
Talvez o mundo que ele já percorreu tantas vezes se limite à sua sala de estar.
Talvez até seja ele que levanta o pó com os pés a caminhar.
Deixem-no ir, não atrapalhem a sua marcha. Porque se alguém lhe toca, nem que seja com a ponta de um dedo, ele desfaz-se... em pó.

Hazel

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

25 COMENTÁRIOS

  1. Uau...que texto!!

    Já o li três vezes...que fim inesperado! Afinal ele era pó também...

    Deveria estar reunida com a família, mas a casa da minha cunhada parece a Torre de Babel e não me apetecia confusão neste momento.

    Foi então que resolvi passar como uma flecha e demorei imenso com teu post :)

    Bom...vou para cima, aguentar a confusão,aff!

    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  2. Que lindo seu texto Hazel...

    Hoje eu acordei me sentindo triste, li o post várias vezes e entendi a importância do movimento,
    ...a vida não para não.

    Laura

    ResponderEliminar
  3. ola querida hazel,passei por aqui para te desejar um Feliz Natal e um Bom Ano Novo com tudo de bom,ahh e nao penses que me esqeci de ti,quando puderes manda me a tua morada porque nao sei onde meti,beijnhos com carinho

    ResponderEliminar
  4. Feliz Natal Hazel, muita paz, luz e amor sempre. bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá, passando para te desejar um feliz Natal e um excelente ano de 2011 com muitas coisas boas! ;)
    Bjo, bjo!
    She

    ResponderEliminar
  6. Abro a Casa Claridade certa de que vou encontrar um papai noel de braços abertos,envolto em todo o seu mundo fantasioso...
    Ocupando o seu lugar, encontro um HOMEM REAL, com suas tristezas, angústias, inquietações e buscas...
    Talvez ele tenha chegado HOJE nesta CASA a fim de nos DESPERTAR deste triste passado, envolto em poeira, envolto em mentiras...
    O TEMPO É AGORA:
    Façamos não só um NATAL FELIZ;
    Façamos a nossa parte para um TEMPO MAIS FELIZ.
    Rosângela (NATAL/Brasil)

    ResponderEliminar
  7. Sinistro!

    Realmente se não aprendermos a dominar os pensamentos, ficaremos envolto em poeira de tristeza, sem rumo...

    Um grande beijo.

    Márcia Rossi

    ResponderEliminar
  8. Lindo o seu Post,já me sinto até melhor.
    Passei para lhe desejar um Feliz Natal e uma Ano Novo cheio de paz,saude,amor e muita luz,a você e toda a sua familia.
    Bjs
    Deusa e Maitê

    ResponderEliminar
  9. Nós somos o que tememos, e do fugimos, nós somos um pouco de tudo, o que de fato importa é nunca nos deixar derrotar por nós mesmos!!
    Isso foi o que entendi!!
    E adorei o que entendi!!

    Boa noite querida Bruxinha!!
    *))

    Cora.

    ResponderEliminar
  10. olá Hazel
    Lindo post,uma reflexão,você e´ muito especial.
    Boas festa!!!!
    Rosane

    ResponderEliminar
  11. Nossa... muito misterioso...
    Fiquei arrepiado enquanto lia...
    Up! Você é especial...

    ResponderEliminar
  12. eu parei pra pensar...e vi nesse homem Jesus. pelo menos no dia de hj.
    tava vendo na tv (canal do Brasil) o povo todo desesperado pra fazer compra, se estapeando pra comprar panetone. dai li um relato no blog da minha amiga Glorinha Lion, que viu pais brigando com os filhos, as crianças queriam comer mas os pais brigando e falando que não podiam porque tinham ainda um monte de presentes pra comprar (olha o sentimento que compra-se um presente!). então me pergunto se é esse o natal, Jesus foi esquecido, o sentimento de união idem...
    Claro que isso não é regra, muitos lares fazem o verdadeiro natal, mas...parece que Jesus caminha sozinho enquanto muitos escolhem se fartar de comida, beber, comparar presentes, etc... acho que ele fica triste ao ver isso, talvez...

    bjs Hazel. E sei que o seu natal é de verdade, porque os seus dias são verdadeiros, inclusive o natal.

    bom dia

    ResponderEliminar
  13. Olá!
    Não me perguntes o que estou a fazer aqui depois de tanto tempo...vim num impulso...manhã de Natal sózinha sentada na cozinha caótica do jantar da véspera...
    Feliz Natal pra ti...junto dos que amas.
    um beijo de paz
    Loli

    ResponderEliminar
  14. Que texto BÁRBARO !!!

    Só poderiam ter vindo de sua "mente brilhante"!!! hihi

    (...)"de quem sabe que o segredo está no movimeno, que o espaço é limitado e o tempo não existe".

    "Fantastic"!!!

    Beijo n'alma "atemporal"!!!

    ResponderEliminar
  15. Amei!

    Nesta noite de natal...não devo ter vindo aqui ler este texpo por acaso...nada é por acaso!

    Beijos mágicos

    ResponderEliminar
  16. Querida Hazel,
    Li seu texto e o achei lindo. Fala de tristezas , de vida e morte, temas profundos, mas que fazem parte da realidade de cada um. Eu particularmente estou vivendo um momento parecido: minha amiga de 17 anos,( uma cadelinha Fox) está se despedindo de mim, chegando a hora de se transformar em pó.Esta passagem é a lei da vida e da natureza, mas, é sempre muito difícil passar por ela...
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. a gente acaba caminhando sem parar mesmo quando parado está.

    beijos, hazel.

    ResponderEliminar
  18. O quadro é lindo, a menina tem mesmo cara de anjo.

    Para é morrer, e mesmo que às vezes seja quase de forma arrastada, temos de continuar em frente. Mesmo que nos tentem deitar abaixo, devemos sempre continuar.

    Já resolveste as mijinhas da tua torneira? Eu não te posso ajudar porque sou uma nulidade em canalização, mas já li que tiveste muitos conselhos.


    Beijinhosssss

    ResponderEliminar
  19. Lindo texto, Hazel !
    Esse homem tem a forma que cada qual enxerga e, para mim, ele incorporou o Judeu Errante, em seu eterno caminhar pelo tempo infinito.
    Quisera ele virar pó e terminar seu castigo pela eternidade...

    Beijo

    ResponderEliminar
  20. Hazelzinha,como sempre falando de coisas que nos comove, falando verdades às vezes esquecidas.
    Sei, por mim mesma que teve um natal lindo junto da sua querida família.
    Desejo que o ano de 2011 venha carregado de alegrias para você e sua família, que você continue essa pessoa tão especial para todos nós.Obrigada por partilhar tanta coisa boa conosco.
    Beijos de um Novo Olhar.

    ResponderEliminar
  21. Olá Hazel,
    Só li agora o texto. Na minha opinião todos temos essa capacidade de sacudir o pó cinza que tanto pesa, apenas temos que querer!
    Pareceu me bem a sala de estar, porque quantas vezes estamos tristes em casa e não conseguimos caminhar e sacudir o pó dos ombros, pesa e torna a pesar. Simplesmente andamos em círculos e não enfrentamos a tempestade.
    Se ele era pó, poderá existir duas interpretações: ou ele próprio era a tristeza ou carregava consigo a magia de levar a tristeza dos outros no caminho sem tempo, nem lugar...
    Gostei muito.
    Beijinhos, sonia corvo

    ResponderEliminar
  22. Olá,lindinha!
    Belo texto.( como sempre....)
    Só digo uma coisinha: Como pesam esse pó, não é florzinha?)
    E...como se diz>> "vamo que vamo".
    rs.rs.rs....
    bjinhos iluminados pra voce.
    Orávia.

    ResponderEliminar
  23. Bonito texto sobre a Morte, Hazel. Não há que recear. O Anjo anda sempre por aí.

    ResponderEliminar
  24. Bonito texto, característico da escriba que me faz sempre aqui voltar.

    Um abraco
    Paula M.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥