O Defunto

sexta-feira, fevereiro 04, 2011


Ai! Então, não é que encontrei um defunto a viver no meu roupeiro?
Tinha-o lá guardado há tanto tempo que me esqueci dele.
Lá estava, bem direitinho, como compete aos defuntos, com o usual saco de plástico preto a envolvê-lo. Não podia ser; resolvi ressuscitá-lo.

Abri com cuidado o fecho éclair do saco preto, e encontrei o defunto em perfeito estado de conservação. Nem um odor sinistro que acusasse o seu estado de abandono prolongado.

O defunto era um casaco preto e longo que certa vez comprei para usar em dias de festa.
Homessa, mas que me teria passado pela cabeça? "Dias de festa" - imagine-se.

Então, não é verdade que todos os dias são dias de festa?
E que todos os dias celebramos mais um dia de vida?
Que a grande festa está em ter dias para contar, em vivê-los, assim... viver, mesmo?

É.

Estamos à espera de quê, enquanto as traças dançam o tango nos buracos dos nossos mais adorados e preciosos atavios? Não há mais roupas de festa aqui em casa. Finito! Acabou. Qual "dias de festa", qual quê.

Se me virem a fazer compras no supermercado com um vestido de veludo ou uma tiara de princesa, não me chamem excêntrica. Ora, chamem-me... festiva.

A grande festa da vida merece ser celebrada todos os dias, a cada nascer do Sol.
(mesmo em dias nublados)

A celebrar a vida,

PODERÁ TAMBÉM GOSTAR DE LER

44 COMENTÁRIOS

  1. Olá, Hazel, texto brilhante!
    Excelente motivo para reflexão!
    bjos

    ResponderEliminar
  2. Realmente, mesmo com todas as contrariedades, a vida deveria ser uma infindável festa.

    Não tenho roupas de festa, por isso não corro o risco de ser surpreendida por um defunto destes, credo!!

    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Olá Hazel!
    Te acompanho a muito tempo,penso como você,sabe quando compro algo para mim e esta perto de alguma festa como Natal e pascoa,meu filho mais novo pensa que é para eu começar a usar só nesta epoca e ai eu calço ou visto um dia qualquer antes disso e ele me diz,então mãe não era só para o Natal e eu digo pra ele meu filho todo dia é dia senti vontade hoje,amanhã não sei,eles aqui em casa já começaram a pensar como eu.
    Que bom que algumas pessoas também pensam e agem como eu.Bj e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Tens toda razão, todos os dias são dias. Já te imagino linda, feliz e saltitar com o teu belo casaco.

    Bom fim-de-semana.


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Você tem toda razão, todos os dias são de festa só por estarmos vivos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Hazel
    É mesmo isso,nada vale mais que estarmos vivos, então festejemos cada dia...
    Eu detesto festas, chiquesices, saltos altos,brilhantes...assim deixo de ser eu própria puxa...e então népia de festa, cal festa cal carapuça, se me doem tanto os pés?
    Tudo prático e mais nada...

    Quero ser eu, festejando cada dia.
    beijnho
    Bom fim de semana
    Margui

    ResponderEliminar
  7. A D. me diz todos os dias isso!
    *))
    Todo dia é um dia especial!

    Mas fiquei aqui pensando...a Hazel, no supermercado de vestido longo de veludo, luvas brancas até o cotovelo, toda trabalhada nas pérolas!!*))
    Só posso imaginar mesmo você em uma situação destas!

    Hihihi...linda!

    beijos.
    Cora.

    ResponderEliminar
  8. Olá!
    É isso aí não podemos perder tempo, a vida é uma grande festa, com muita luz e brilho ...rs!
    Por gentileza Srª dama Hazel, aceita bailar todos os dias?
    hahahaha...
    Bjs
    Ser Estranho Ser !

    ResponderEliminar
  9. Pois está certíssima ! Também de um certo tempo para cá apraz-me fazer algumas coisa "que me dão na telha" e e alguém não aprovar...paciência !
    Bjs saltitantes !

    ResponderEliminar
  10. Olá, Hazel

    Ao ler o post lembrei-me de outro texto que escreveste há já algum tempo, sobre uns sapatos que tiveste em crianca e que adoravas, mas estavam guardados para dias especiais.

    Sou só um bocadinho (hum hum) mais velha que tu e acho que "nessa altura" era usual fazer-se isso. Deve-me ter ficado algum trauma, porque nao tenho nada guardado só para dias especiais.

    Portanto, vamos a isso: toca a dar uso às tiaras, aos saltos altos e às roupas ABCD (aniversários, baptizados, casamentos & diversos)!!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  11. Olá, Hazel! :)
    Sabes uma coisa...eu sempre sonhei ser um "moto mais que vivo!"....fantástco! ... tás mesmo sinonizada:p he he he
    Um sorriso pa Ti:)

    ResponderEliminar
  12. (afinal todas as ausencias nem são minhas)

    ResponderEliminar
  13. Andam me comer as letras (e nem não só mas tabém) as frases:s....ai andam andam!

    ResponderEliminar
  14. ...porém, "moto" rima como Homem Boto :p, ...agora é a tua parte, Hazel ;)

    ResponderEliminar
  15. Anónimo:

    Eu chamo-me Hazel.
    Agora é a tua vez, Anónimo.

    ResponderEliminar
  16. Só tenho uma palavra
    BRILHANTE !!! :)

    ResponderEliminar
  17. e tira os cirstais, a porcelana, descobre as poltronas que todo dia é dia de celebrar!

    ResponderEliminar
  18. Há pessoas que têm loiças, tolhas, e afins só para os dias especiais... e um dia olham para trás já com os pés na cova e usaram apenas 5 ou 6 vezes e não mais com medo de estragar ou partir... vivem a vida com limitações como se depois levassem as coisas para a cova e fosse precisar delas no céu ou no inferno... hahaha
    Estimar as coisas mas não se privar do prazer de usar devia ser o lema de todos nós :)

    ResponderEliminar
  19. Oi Hazel,
    mania de guardar coisas que um dia posso precisar? uhmmm... o meu consorte é assim. Imagina a luta pra fazer esse homem a destralhar-se, hihihi. Canceriano leva a casa nas costas, né? E eu virginiana com toda a minha praticidade, já pensou? Hehehe Mas o amor supera as diferenças.
    Bjs
    Bom fds
    Adriene

    ResponderEliminar
  20. Oi Hazel, oi pessoas. Não sei porque temos a mania de guardar coisas para certas ocasiões. Por um lado é bom, sinal de que somos prevenidos, quando pensamos em dinheiro e no futuro. Mas com coisas materiais. Ah! isso é difícil. Costumo usar tudo que tenho. Inclusive um lençol da minha avó de 1916. É certo que uso com mais cuidado, mas USO! O legal da vida é poder mexer em tudo e não deixar nada parado! ahahahaha.

    Bom fim de semana,

    Elaine

    ResponderEliminar
  21. Olá Hazel
    Também gosto de guardar vestido de festa.Dias desses pequei no armário e para minha surpresa não entrava mais rsrsrrs
    minha filha herdou.Mas concordo,todo dia deveria ser de festa,afinal a vida é uma celebração!!!
    Beijos festivos
    Rosane Peon

    ResponderEliminar
  22. QUE MARAVIIIIIDA!!!!!!!!
    Ops, MARAVIIIIIIILHA!!!!!!!!!!
    'bora usar o nosso Anais Anais todos os dias;
    'bora caprichar no visual (pra alegrar/encantar àqueles do nosso convívio);
    'bora colocar uma linda música no ar (afinal, a música é a alma da festa);
    'bora caprichar nas plantas com flores dentro de casa;
    NÓS ESTAMOS VIIIIIIVOOOOSSSS!!!!!
    *******************************
    SONS MÁGICOS:
    gostaria de saber sobre a música número 68.

    ResponderEliminar
  23. Apoiadíssima, capricho mais no visual somente se for uma ocasião or muuuito diferente pois no mais, todo dia é dia e toda hora é hora.
    Bjs meus

    ResponderEliminar
  24. Oi Hazel, concordo plenamente..
    Creio ser necessário estarmos todos os dias vestidos de alegrias e bençãos em nossa Caminhada.
    E isso inclui TUDO: desde roupas à coisas da casa. Desde o sorriso até o mais efusivo abraço.
    Gosto muito da maneira como escreve, gostaria que conhecesse a minha ' casa':

    http://aviagemdodruida.blogspot.com/

    um beijo,

    L.stein

    ResponderEliminar
  25. Querida amiga, sofremos uma perda recentemente e seu texto disse tudo o q eu precisava, o melhor presente q temos é o hj, com as perdas q temos é q vemos o quanto esta vida é passageira e intensa, sinto hj q cada segundo é valiosissimo e tento absorver o q de melhor posso ter neste mundo,a amizade, o amor o trabalho e a familia essencial para nosso crescimento.bjs.

    ResponderEliminar
  26. Vedor!O meu nome é Vedor, Hazel:)

    ResponderEliminar
  27. Vedor:

    Finalmente, um nome!
    Vedor, hã?
    Nome castiço, sim senhor.
    Grata pela resposta. :)

    ResponderEliminar
  28. .Olha,onde é que tu ias naquele dia em que razavas a Quinta dos Cedros?

    ResponderEliminar
  29. (a foto do carro, e em que utilizavas o teu outro meio de transporte alternativo ;))

    ResponderEliminar
  30. Vedor:

    Caro Vedor, como podes calcular, não respondo a esse tipo de perguntas publicamente, ainda mais quando me são dirigidas por alguém que não diz o seu nome verdadeiro.

    Mas terei todo o gosto em conversar contigo em privado.
    Aqui tens o meu email: witchyhazel@gmail.com

    ResponderEliminar
  31. Ok, amanhã respondes me ...ou assim...;) Tás na boa!

    ResponderEliminar
  32. ...(Se com a verdade te sentes enganada)...imaginemos se eu te tiesse mentido, Hazel..

    ResponderEliminar
  33. Vedor:

    Pronto, se calhar tens razão...
    Porventura, chamas-te Hugo Vedor e vives na Amadora?
    A menos que a minha bola de cristal esteja embaciada..

    ResponderEliminar
  34. Não, Hazel, eu sou mesmo daqui... e a Serra de Sintra é minha!:)
    (não te atrevas a limpar isso de qualquer maneira :p)

    ResponderEliminar
  35. Vamos esculpir este momento de silencio com "O Tango" de Gotan Project:)
    Parece te bem, Hazel?

    ResponderEliminar
  36. Vedor:

    O silêncio é de ouro.

    Não respondo a mais comentários teus que não estejam relacionados com o assunto dos posts.
    Se desejares falar comigo, usa o email, que já indiquei.
    Muito grata.

    ResponderEliminar
  37. Uau!!!..Agreste como o Vento da Azoia :)
    Temos que respeitar!
    ....
    Pois nunca sabemos de onde Ele vem...nem para onde vai...
    E muito menos sabemos onde Ele pára!!!
    Sempre a ler te e considerar, Hazel :)Um sorriso pa Ti!

    ResponderEliminar
  38. Querida Hazel,Tudo bem???? S A U D A D E S................ Tambem adotei isso para mim,tudo que compro procuro usar,não guardo nada.Todos os dias celebro a grande festa,o poder de estar viva.Aprendi isso com a ausência de pessoas queridas:que a vida é hoje,o agora.E quando vejo que não vou usar,passo para frente,e assim me livro também das traças.Vamos fazer dos nossos dias uma grande festa.....BEIJOKAS,BEIJOKINHAS,BEIJOKÃO.........ATE BREVE.FIQUE NA PAZ.........

    ResponderEliminar
  39. Angélica, (( S A U D A D E S)),,,são como os raios de Sol da Primavera.......iluminam....mas não (((aquecem))!

    ResponderEliminar
  40. Eu sou assim Hazel.

    Gosto de vestir e calçar tudo o que tenho. Não gosto de guardar nada para amanhã!

    Beijos

    ResponderEliminar
  41. Rosangela:

    É isso mesmo... :)

    A música 68 é uma das minhas preferidas (bem... são todas):

    Loreena McKennitt - Huron ( Beltane Fire Dance)

    beijos

    ResponderEliminar
  42. Hazel, o mesmo para aquela louça que só usamos com os convidados. É bom nos presentearmos com o que podemos oferecer de melhor. Vale também para o que não é material :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário ♥