Sabia que...?

Estudos comprovam:

1. Livrar-se das suas tralhas elimina 40% do trabalho doméstico numa casa mediana.

2. 80% da desarrumação na maioria das casas é resultado da desorganização, e não da falta de espaço.

3. A desorganização faz com que percamos cerca de 50% do nosso tempo.

4. A desorganização contribui para a estagnação da energia da casa.

5. Nós vestimos 20% das nossas roupas. Oitenta por cento fica no armário para o caso de uma possível necessidade.

A-ham...!!
Nem escrevo mais nada para dar tempo de se recomporem.

Estou com um sério problema aqui em casa...

Nem preciso de explicar, certo?

Mais um que achei caído na rua.
Não tem asas partidas, feridas, ou sinais de envenenamento.

Mas não voa, não sei porquê. Talvez ainda não saiba; é um jovem pombo.

Lá o trouxe, senão morria de fome/sede/crueldade humana ou animal.

Mas aqui em casa também não está lá muito seguro...

O Aramis tem bom feitio, mas não deixa de ser um gato.

Será que alguém pode dar uma ajudinha a um pombo desamparado, e ficar com ele até que consiga voar?


ADENDA:
O pombo acabou de falecer, depois de um sofrimento tenebroso, horrível de assistir.
Afinal, tinha sido envenenado. Mais um. Gente desgraçada que se dedica a isto.
Estúpidos desalmados. Que a força do karma lhes caia em cima com o peso do chumbo.
O L. está inconsolável. Não entende porque há pessoas más que matam passarinhos.
Nem eu.

As aves estão próximo do plano Elemental (das Fadas). Matar uma ave traz muito má sorte.

Como fazer um catavento

Durante o mês de Agosto, o L. está de férias escolares. E cheio de energia!
Por isso, criei uma rotina diária que inclui "a hora das actividades com a mamã".

É o momento do dia que ele mais anseia, porque nunca lhe digo o que vamos fazer.
Hoje mostro-vos uma das actividades-surpresa que fizemos esta semana: um catavento.

Usámos:
- 2 quadrados de papel reciclado
- aguarelas
- 2 paus
- 2 alfinetes
A parte das pinturas foi muito divertida. Ele não sabia o que ia sair dali.

Deixámos o papel secar de um dia para o outro e depois montei os cataventos.
- Uau, mamã...!
Este boneco às riscas é a "lagarta mágica", outra das minhas invenções. Ver aqui.

Quer fazer também um catavento? Aqui tem um bom esquema explicativo.

Obrigada, Sissamar!

Já disse que vos adoro? Digo agora: adoro-vos, meus queridos leitores.

E hoje, peço a vossa licença para falar de uma leitora em particular: a Sissamar.

A Sissamar vive em Sesimbra e faz os melhores biscoitos de alfazema do mundo. Oh oh se faz!
E enviou-me uma caixinha deles pelo correio.

Assim como um pacote de chá inglês, para beber a acompanhar os biscoitos.
E um livro de Feng Shui para ler durante.
Mais velas perfumadas para iluminar o momento.

Um par de brincos delicados e femininos e um saquinho cheio de guloseimas para o L..
E óleos essenciais para as minhas "bruxices".

Do fundo do meu coração palpitante.......... obrigada, Sissamar! Por tudo!
Adorámos!

Feitiço para crianças

"Oi Hazel!!
Quero dizer que minha filha Chloe de 8 anos, ama seu blog e tem paixão por bruxas.
Ela vive me pedindo para mandar emails pra vc. Se dependesse dela vc receberia mensagens todos os dias rs.
Ela pediu para se possível vc mandar um feitiço para ela fazer.
"... um feitiço para criança fazer, mãe. Pede pra ela"
É isso, se vc puder atender rs
Vc conquista até os corações das crianças.
bjo e... obrigada pela atenção. Silvia"

Este email emocionou-me muito. Tem como não atender a um pedido destes?
As crianças são, por excelência, verdadeiros magos inatos.
Este post é para todas as crianças que me lêem e, em especial, para a bruxinha Chloe.


Feitiço de Alegria das Fadas
- criado por mim, especialmente para a Chloe -
(Deve ser feito num Domingo de Lua Crescente)

Ingredientes:
- Flores brancas (se não der para colher, podes desenhá-las em papel branco e recortar, ou usar giz branco para riscar o círculo);
- Uma taça com sal;
- Uma concha com água;
- Uma pena;
- Um espelho;
- Um sino;
- Maçãs;
- Uma taça com leite, outra com mel e outra com açúcar.
- Um ramo flexível de árvore atado em círculo (para fazeres uma coroa!);
- Penas, fitas coloridas e fita adesiva.

Depois de reunires todos os ingredientes, lava bem as mãos e os pés e fica sem sapatos.
Pede a ajuda da tua mamãe para te indicar onde fica o Norte, Sul, Este e Oeste.

Tal como vês nas fotos (clica nelas para ampliar), coloca:
... a taça com sal, a Norte.
... a pena e o sino, a Este.
... um espelho, a Sul.
... uma concha com água, a Oeste.
... no meio, as maçãs e as três taças com leite, mel e açúcar - são presentes para as Fadas. Elas gostam de coisas doces!
... o ramo atado, algumas penas, fitas bonitas e fita adesiva para fazeres a tua coroa.

Espalha as flores no chão, em formato de círculo, deitando-as no sentido em que andam os ponteiros do relógio.

Põe duas pitadas de sal na concha com água e mistura com o dedo.

Com os dedos molhados, salpica o chão à tua volta, no sentido dos ponteiros do relógio (estás a purificá-lo).

Pega na taça do sal, vira-te para Norte, fecha os olhos e pensa numa coisa que te faça feliz. Pousa a taça.

Pega na pena, vira-te para Este, fecha os olhos e pensa em algo que te faça feliz. Pousa-a.

Vira-te para Sul, pega no espelho e vira-o de forma a que reflicta o Sol. Fecha os olhos, e pensa numa coisa que te faça feliz. Pousa-o.

Vira-te para Oeste, pega na concha, fecha os olhos e volta a pensar em algo que te deixe feliz. Pousa a concha.

Pega no sino, fá-lo tocar e diz:
Que as Fadas doces e benfazejas sejam bem-vindas a este círculo mágico!

Agora, vais colar as penas e as fitas na tua coroa com fita adesiva. Quando achares que ficou bonita, levanta-a com as duas mãos, e diz:

Pela Beleza da Terra Fértil
Pela Leveza dos Ventos do Mundo
Pela Magia do Fogo
e pela Pureza das Águas dos Oceanos e Mares
Que a minha Coroa de Fadas seja Abençoada e se torne Mágica
Que me faça ter Pensamentos Felizes
E que as Fadas me Protejam e encham de Bênçãos.
Que assim seja. Que assim se faça!

Coloca a coroa na cabeça e dança. Podes saltar também!

Agora, encerra o ritual com gratidão (repara que agora vais rodar no sentido contrário).

Vira-te para Norte, fecha os olhos, agradece e despede-te das Fadas.
Roda para Oeste, fecha os olhos, agradece e despede-te das Fadas.
Vira para Sul, e repete o procedimento.
Vira-te para Este, e repete.
E termina virando-te para Norte, tocando o sino, e dizendo:

O ritual está terminado. Obrigada, Fadas!

Coloca as flores, maçãs, e as taças com os presentes das Fadas junto a uma árvore.

Agora tens uma coroa mágica. Sempre que te sentires triste, ou quiseres uma dose extra de alegria, coloca-a na cabeça e sente a magia a acontecer...!

Este feitiço também pode ser feito por adultos! ;)

Como construir um altar

Pode fazer-se um altar para os Anjos, os Elementos, as Fadas, os Gnomos, o Santo António, Buda, Jesus, Shiva, Nossa Senhora de Fátima, ou qualquer outra divindade em que se acredite.

O altar é um patamar entre nós e o Divino. Pode ser usado para meditação, oração, fazer pedidos, protecção, trabalhos mágicos, ou apenas para contemplação.

Não existem regras absolutas sobre a criação de altares. Estes podem ser feitos sobre uma mesa, uma arca, um tronco de árvore cortado, uma pedra grande, ou, em último recurso, até mesmo na nossa imaginação.

Então, por onde começar? Pela intenção.

Suponha que quer afastar a tristeza da sua vida. É um tema recorrente nos emails que recebo. São tantas as pessoas que querem ver o Sol voltar a brilhar na sua vida. E não há nada de errado em recorrer à ajuda divina.

Este era o meu altar em 2010, quando me encontrava em processo de luto, com uma representação de Iemanjá, a Mãe das Águas, que regem as emoções.

Como é uma divindade associada à Água, tinha diversas conchas à sua volta.

Para energizar o altar, coloquei alguns cristais, como ametistas, quartzo hialino, jade, quartzo rosa, sodalite, howlite...

Os Elementos estavam presentes, para tornar o altar "vivo":

Uma concha com um pouco de sal grosso, representando a Terra.
A vela acesa, representando o Fogo.
Água mineral, representando o elemento Água.
Incenso, para representar o Ar.

Como símbolo da intenção e oferenda, dois ramos de cipreste.
O cipreste é uma árvore regida por Saturno, o "Senhor do Karma", aquele que põe a nossa resistência emocional à prova, e que nos traz a recompensa final.

Os ciprestes são as árvores que é habitual ver-se nos cemitérios, justamente pela sua capacidade mágica de nos ajudar a mitigar a dor. Belíssimas árvores, com uma força incrível.

Hazel

Menos é mais

... e eu, queridos leitores, vou repetir esta frase como um mantra nos próximos dias.

Não há-de haver gaveta, armário, baú ou recanto que não seja invadido pelas minhas ávidas mãos e aliviado. Sim, aliviado.

Quando viémos viver para esta casa, há uns 9 anos atrás, ocupávamos apenas um terço dela. Tínhamos poucos pertences, e a casa tornava-se fria, fazia eco e era desconfortável.

Ao longo do tempo, sei lá como, as coisas multiplicaram-se que nem Gremlins, e agora olho em volta e sinto necessidade de ver espaços vazios para descansar os olhos e a alma.

Afinal, de que é que realmente precisamos? (para além de meia dúzia de panelas e largas dezenas de vestidos)

Inicia-se assim a temporada louca a que vulgarmente se chama "limpezas de Verão".

Tornar-me-ei, no fim disto tudo, uma apreciadora do minimalismo decorativo?
Hum...

Sexta-feira 13 - Superstições!

As bruxas gostam muito das Sexta-feiras 13... :)

Em homenagem ao dia de hoje, aqui vai uma compilação de velhas superstições:

Não passar por baixo de escadas.
Andar ao pé coxinho ou para trás atrai a desgraça.
Não se deve cruzar os talheres.
Nunca virar o pão ao contrário.
Sal derramado é mau presságio.
Não se deve abrir o guarda-chuva dentro de casa.
Vinho entornado é sinal de alegria.
Não usar a vassoura depois do pôr-do-Sol.
Guardar objectos partidos traz má sorte.
Não se deve oferecer facas nem tesouras.
Vestir acidentalmente uma roupa do avesso é sinal de que vai receber um presente.
Sacudir as migalhas da toalha pela janela à noite é deitar dinheiro fora.
Quando for a casa de alguém pela primeira vez, entre sempre com o pé direito.

Apesar de serem tantas vezes alvo de troça e críticas, as crendices e superstições são uma herança muito antiga e valiosa, cheia de sabedoria e significados obscuros.
Eu gosto. Mas não faço figas quando passam gatos pretos...

Eu, forreta, me confesso...

Tenho uma confissão a fazer.

Quando o sabonete do banho começa a ficar fininho quase como uma hóstia, molho-o para que amoleça, e aperto-o contra um sabonete novo, de forma a colá-lo.

Nunca deitei um restinho de sabonete fora.
E retiro grande prazer dessa ideia. - Fim de confissão.

Se a vida te dá um limão, faz mais do que uma limonada

Nada se desperdiça aqui em casa. Querem ver?

Com 2 ou 3 limões, faz-se uma bela limonada.

[A receita é simples: sumo de limões, um pouco mais de um litro de água, bastante açúcar e gelo.]

As cascas ralam-se para uma caixa, que se conserva no congelador.
Serve para aromatizar crepes, bolos, biscoitos e o que calhar (sim, o aroma mantém-se, mesmo congelado).

E as metades que sobram do limão espremido e raspado, colocam-se junto ao caixote do lixo para absorver os maus odores.

Jantar na lagoa

A nossa toalha de piqueniques já esteve tantas vezes sobre a areia da praia e no chão da serra que, desta vez, levámo-la até à beira da lagoa.

Jantámos embalados pelos grilos e cigarras, com o cheiro da água doce e da floresta misteriosa.

Para ser feliz, vive com simplicidade.
(by Hazel)

Quando for fazer um piquenique, leve:
- brinquedos para os seus filhos;
- uma toalha grande para pôr no chão;
- um saco de plástico para despejar o lixo e restos de comida, que deverá levar consigo e deitar no próximo contentor.

Não deixe vestígios da sua passagem na Natureza.

Hoje, na parte de Portugal onde vivo, os termómetros registaram 40 graus.

Sua Alteza Aramis tem dormido no bidé, e nós estamos a considerar levar as almofadas para a banheira e fazer-lhe companhia. :)

3 formas simples de poupar dinheiro e proteger o planeta


Escolha imagens escuras para o fundo do seu computador.

Quanto mais luz emitir o seu monitor, mais electricidade está a dispender.

Assim, tanto a imagem de fundo quanto o screensaver devem ser o mais escuros possível.




Use guardanapos de tecido em lugar dos descartáveis.

Quando estão sujos, basta colocar na máquina de lavar - não ocupam espaço quase nenhum!


Para os controlos remotos dos aparelhos de som e imagem, e para os brinquedos dos seus filhos, prefira as pilhas recarregáveis.

São um pouco mais caras do que as comuns, mas, em compensação, duram para sempre e são amigas do ambiente.

Todos estes conselhos são praticados aqui em casa.

Vastu Shastra - o que é?


Toda a gente tem vontade de fugir quando lê uma palavra esquisita.
"Lá vem complicação", é o que pensam. Oh, como vos conheço!

Vamos simplificar:
Na China, existe o Feng Shui. Na Índia, existe o Vastu Shastra.
Digamos que, genericamente, é um equivalente.

Desmistificado o fantasma, aqui vai a primeira dica que vos trago de Vastu Shastra:

Nenhum móvel da casa deve estar encostado à parede. Nem mesmo a cama.

Deve haver um espaço livre, para que o prana* flua e circule por toda a casa. Como se fosse vento.

Essa área vazia chama-se, segundo o Vastu Shastra, "morada dos demónios".

Adoptei a regra, deixando um pequeno espaço livre entre os móveis e a parede.
Os demónios aqui são magrinhos!

*O prana é a energia vital. O mesmo que, em chinês, chama-se chi e, em japonês, ki.

Porta-mamas

A palavra soutien é de origem francesa, e significa "apoio".

Se ouvirem um francês dizer a outro "Je te donne mon soutien", não fiquem a pensar que o homem é um pervertido que usa soutien e o vai despir para dar ao seu interlocutor.

Aquilo que ele pretende dizer é que lhe dá o seu apoio.

O nome da peça de roupa é soutien-gorge.

Nós, os portugueses, adoptámos este estrangeirismo que soava tão chique, e abreviámo-lo para soutien.

Mas, afinal, como se chama essa peça de roupa íntima feminina, em bom e correcto português antigo?
Pois chama-se porta-mamas. Aham. Verdade.

E eu... eu preciso de comprar um porta-mamas preto.

Hei-de comprá-lo num dia em que me dê um ataque de patriotismo, pedindo, cheia de mim:

"Um porta-mamas preto, copa B, por favor."

Sempre quero ver! hihihihi

Gemada


Para o nosso lanche de hoje, uma deliciosa gemada.

A receita é antiga e bem simples:

- 1 ou 2 gemas de ovo
- açúcar amarelo a gosto




Misturar açúcar amarelo com as gemas.

Quanto mais açúcar... melhor!

[os dentistas vão vibrar a ler isto]

Está pronto a comer!

O L. nunca tinha experimentado, e adorou. Tal como eu, quando tinha a sua idade (e ainda hoje).

Visita oficial a casa da leitora!

A Presidente deste blogue e a sua comitiva deslocaram-se em visita oficial a casa de uma leitora e amiga, a Empresária de Sucesso.

Quem leu este post, recorda-se que eu tinha uma planta para oferecer, e foi num dia de vendaval e cabelos esvoaçantes que cumpri a missão a que me propus.

Agradeço a hospitalidade, querida Empresária de Sucesso (vestida de vermelho, a cor do sucesso!).

Obrigada pelos ovos caseiros, que ficam deliciosos em gemadas, e pela arruda e hortelã!

Estou aqui, mas não estou



Este título significa que vou estar, durante o mês inteiro de Agosto, pouco tempo no computador.

A escolinha do L. está encerrada para férias, pelo que vou estar ocupada o dia inteiro a lançar papagaios de papel ao vento, pintar, contar histórias, fazer trabalhos manuais... com o meu Pequeno Príncipe.




Tentarei fazer posts diários na mesma, mas sairão num horário diferente do habitual.

Talvez sejam mais pequeninos. Minúsculos.
Se for o caso, tratarei de fornecer uma lupa igual à do Sherlock Holmes a cada leitor.







Peço a quem habitualmente me envia emails que, a menos que se trate de uma situação muito urgente - do género, tirar o pai da forca! - guarde para escrever-me só em Setembro.

Não finjam que não leram este parágrafo, hããã?

:)

Nas fotos, um dos jardins onde vamos brincar.